Boneca Momo: atenção aos conteúdos acessados pelas crianças

Repercussão sobre possível reaparição do personagem e a incitação à violência reacende o alerta sobre o cuidado que é preciso ter na internet

Imagem ilustrativa | Foto: Lucas Colombo/DN

- PUBLICIDADE -

Criciúma

Uma boneca de aparência assustadora, com olhos esbugalhados, e que estaria incitando crianças à violência. Assim são os relatos compartilhados sobre a Momo, um personagem que ressurgiu nos últimos dias e que tem gerado preocupação nos adultos. O assunto veio à tona após pessoas afirmarem que a imagem da Momo estaria aparecendo em vídeos hospedados em uma plataforma destinada ao público infantil, contendo mensagens de cunho agressivo e estimulando o suicídio. Desde então, basta entrar em uma rede social para ver conteúdos e mensagens relacionados aos perigos que ela representa aos pequenos.

- PUBLICIDADE -

Apesar de não haver uma confirmação sobre a veracidade dessas afirmações, o caso traz um alerta aos adultos sobre o tipo de conteúdo que meninas e meninos têm acesso. Seja em sites, vídeos ou jogos, eles estão expostos ao perigo, o que exige ainda mais cuidado por parte dos pais e responsáveis. “A orientação é sempre supervisionar, tendo um contato mais próximo quando a criança estiver acessando a Web. É importante orientar sobre as questões relacionadas à violência. Nesse caso da Momo, deve-se explicar que, na realidade, isso é uma estátua, que tem pessoas por trás disso e pedir para que a criança sempre conte aos pais quando a ver em algum lugar”, ressalta a psicóloga policial que atua na Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI) de Criciúma, Samira Mafioletti Macarini Frizon.

A psicóloga policial ainda reforça que supervisionar as crianças e adolescentes ajuda a inibir os casos de violência e abusos presentes no mundo virtual. “É sempre importante ter esse contato próximo justamente pelos perigos que existem, até mesmo nas redes sociais”, acrescenta.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.