Banco de Olhos: mobilização insuficiente reflete em poucas captações

Estrutura completa primeiro ano de atividade em Criciúma com número de doações abaixo do esperado. Conforme SC Transplantes, apoio dos hospitais é essencial para aumento da demanda

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Criciúma

Uma das estruturas mais aguardadas na Região Sul do estado, o Banco de Olhos completa o primeiro ano de atividade com números abaixo do esperado. O entusiasmo com a primeira captação logo no dia de reabertura da unidade, em 20 de julho de 2018, deu lugar à preocupação com a baixa demanda registrada ao longo dos últimos meses. Segundo dados da Central de Transplantes de Santa Catarina (SC Transplantes), apenas 51 doações foram realizadas em 2018 e 2019.

- PUBLICIDADE -

Na prática, 102 pessoas puderam ser beneficiadas com as córneas captadas no Banco de Olhos localizado anexo ao Hospital Materno-Infantil Santa Catarina (HMISC), em Criciúma. “Só que esses números refletem um pouco menos do que o dobro do que a gente projeta e quer para o banco por mês. Então são resultados que estão aquém da nossa expectativa”, pontua o coordenador estadual da SC Transplantes, Joel de Andrade.

De acordo com ele, alguns fatores contribuíram para esse panorama na região. “Mas faço questão de dizer que a última coisa a ser listada nas causas de baixa doação é a solidariedade da população”, enfatiza.

Conforme Andrade, o problema principal está na rede de coordenação do serviço, que não está funcionando corretamente. Até agora, as captações se restringem, na maioria dos casos, aos hospitais São José (Criciúma), Regional de Araranguá e Nossa Senhora da Conceição (Tubarão). “As doações vêm de pessoas que morrem; e as pessoas morrem em várias outras instituições. E nessas instituições não está havendo a comunicação devida com o Banco de Olhos, para que o banco envie as pessoas para, eventualmente, fazer as entrevistas ou fazer a retirada do tecido ocular”, ressalta o coordenador da SC Transplantes.

Confira a reportagem completa na edição deste fim de semana do jornal Tribuna de Notícias.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.