- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Fotos: Lucas Colombo

Foi um Tricolor Carvoeiro com mais disposição, determinação e intensidade, em relação ao trabalho de Gilson Kleina. Desta forma, o Criciúma bateu o Sport por 1 a 0, na tarde deste domingo, e deixou a zona de rebaixamento da Série B. Com 16 pontos, o time é o 15º colocado na tabela e respira mais aliviado. No jogo desta tarde de dia dos pais, o Tigre teve o “quê” de sorte que faltava: colocou uma bola na trave, mas marcou com Foguinho, aos 27 minutos da segunda etapa. Brilhou a estrela do técnico interino Wilsão Waterkemper.

Na primeira etapa, o Tigre marcava forte, na defesa do Sport, enquanto o time visitante ficava com a bola e tentava impor o ritmo de jogo. Ambas as equipes disputavam a bola pelo meio, mas não conseguiam criar jogadas de perigo. Aos 11 minutos, Marlon chegou na linha de fundo e foi derrubado, mas o árbitro nada marcou. O Criciúma cresceu na partida e passou a levar mais perigo ao gol do time pernambucano. Aos 15 minutos, Daniel Costa chutou forte, mas a bola saiu.

Aos 18 minutos, Maicon chutou da entrada da área, Maílson defendeu parcialmente e Julimar finalizou pela linha de fundo. Aos 20 minutos, novamente o camisa 10 do Criciúma finalizou pela linha de fundo, de fora da área. O Tigre dominava a partida e não sofria perigo na defesa. A marcação do Tricolor Carvoeiro sufocava o Leão. Aos 23 minutos, Hernane foi derrubado na intermediária. Guilherme cobrou na barreira. Os visitantes procuraram mais o ataque, mas não chegavam com perigo.

Em um jogo bastante disputado, as equipes não conseguiam criar muitas chances de perigo. Aos 33 minutos, Hernane arriscou de longe, mas a bola subiu e se perdeu pela linha de fundo. Os goleiros pouco trabalharam até os 35 minutos do primeiro tempo.

Pressão no final da etapa inicial

Aos 39 minutos, aconteceu melhor chance do primeiro tempo: Eduardo cruzou e Léo Gamalho cabeceou na trave, com o goleiro Maílson vencido no lance. No minuto seguinte, Daniel Costa bateu forte, cruzado, mas a bola saiu. Aos 41 minutos, novamente Maicon cruzou, Léo Gamalho disputou de cabeça com a zaga e pegou a sobra, de voleio, para grande defesa de Maílson. No rebote, o goleiro do Sport tirou dos pés de Foguinho. Pressão total do Tigre no final da primeira etapa. “Uma pegou na trave, outro o goleiro defendeu, fiz o que deu para fazer no momento, mas não podemos parar de batalhar que uma hora esse gol sai”, comentou Léo Gamalho, no intervalo.

No segundo tempo, o Criciúma voltou com mais volume de jogo, novamente, e ameaçando o Leão. Aos 10 minutos, Daniel Costa cobrou falta e a zaga tirou para escanteio. O zagueiro Thales por pouco não alcançou. No minuto seguinte, o Sport chegou com perigo: Juninho recebeu lançamento, na área, passou por Luiz e chutou, mas Thales salvou em cima da linha e evitou o gol do time pernambucano. Segunda melhor chance da partida. O time adversário melhorou após a entrada de Juninho e Leandrinho. Aos 14 minutos, no segundo toque na bola, Vinícius finalizou, na entrada da área, mas Maílson pegou.

Aos 15 minutos, Leandrinho chutou forte, de fora da área, mas Thales desviou de cabeça e tocou para escanteio. Novamente o zagueiro evitando um lance de perigo do adversário. O jogo estava equilibrado com ambas as equipes buscando o ataque e leve superioridade do Sport na etapa final. Aos 21 minutos, Juninho inverteu a bola para Guilherme, que pegou de primeira e Luiz defendeu com firmeza. Aos 25 minutos, Daniel Costa cobrou escanteio e Thales cabeceou pela linha de fundo. Dois minutos depois, Marlon cruzou da esquerda, Léo Gamalho não alcançou, mas Foguinho apareceu na segunda trave e completou para a rede: 1 a 0 para o Criciúma. Aos 29 minutos, o Sport deu a resposta: Leandrinho recebeu na área, mas finalizou pela linha de fundo.

Aos 32 minutos, Guilherme cruzou da direita, mas Derlan afastou antes de Hernane completar para o gol. Na cobrança de escanteio, Léo Gamalho se atrapalhou e Rafael Thyere chutou pela linha de fundo. Aos 35 minutos, Léo Gamalho recebeu de Foguinho, na entrada da área, e chutou forte para a defesa de Mailson. Nos últimos 10 minutos, o Sport buscou o empate. Aos 42 minutos, Hyuri antecipou Marlon e cabeceou, a bola encobriu Luiz, pegou na trave, e saiu. Lance de perigo dos adversários. Aos 45 minutos, Wesley chutou, da entrada da grande área, e quase aumentou. Aos 49 minutos, Hyuri deu um voleio e Luiz fez um milagre, garantindo o resultado. No final, vitória do Tigre e alívio no Majestoso.

 

Campeonato Brasileiro – Série B – 15ª Rodada

11/08 – domingo – 16 horas – estádio Heriberto Hülse

CRICIÚMA

Luiz; Maicon (Carlos Eduardo), Thales, Derlan e Marlon; Eduardo, Foguinho, Wesley e Daniel Costa (Liel); Léo Gamalho  e Julimar (Vinícius). Técnico: Wilsão Waterkemper

SPORT

Maílson; Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Éder; Ronaldo, Yago (Hyuri) e Sammir (Juninho Piauiense); Guilherme, Hernane e Ezequiel (Leandrinho). Técnico: Guto Ferreira

Arbitragem: Thiago Duarte Peixoto; Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli e Alberto Poletto Masseira (trio de SP)

GOL: Foguinho (27/2T) (C)

Cartão Amarelo: Norberto (S)

Cartão Vermelho: Não Houve

Público: 3.142

Renda: R$ 52.570,00

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.