Tigre: Time será o mesmo que empatou com a Ponte Preta

Treino recreativo foi realizado na manhã desta segunda-feira, no CT Antenor Angeloni, antes da viagem para Belo Horizonte

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

A viagem do Criciúma para Belo Horizonte começou no início da tarde desta segunda-feira. E o time partiu definido: será o mesmo que empatou com a Ponte Preta em 0 a 0. Assim, o time terá: Luiz; Maicon, Sandro, Derlan e Marlon; Liel, Wesley e Daniel Costa; Reinaldo, Léo Gamalho e Vinícius. A ideia do técnico Waguinho Dias é dar sequência e conjunto aos titulares. “Não tenho dúvida nenhuma. Vou dar mais uma oportunidade a eles, é uma sequência. Nesta terceira partida, é a segunda que vou conseguir manter. Eu acredito que, com os treinamentos da semana, que nós pudemos obter, vamos ter um entrosamento melhor, uma confiança maior. Do que me foi passado nos treinamentos pelos atletas, eu estou muito confiante”, enfatiza o treinador.

Na manhã desta segunda-feira, Waguinho comandou um treino recreativo e ele justificou dizendo que a atividade serviu para a descontração dos jogadores e para que os comandados tenham mais alegria na hora de jogar. “Eu acabei fazendo um treino recreativo para descontrair. Por tudo que foi a semana, pelas cobranças e pela maneira que nós fizemos, eu pedi que hoje eles jogassem um futebol alegre, que é isso que eu quero ver em campo amanhã (hoje). Uma equipe com responsabilidade tática, mas que jogue, que faça por si só as jogadas e jogue para cima com uma descontração maior”, comenta Waguinho.

Com 19 jogadores na delegação, o treinador optou por Andrew ao invés de Reis, entre os reservas, e justificou a escolha. “Já vi o Reis jogando, mas ainda não vi o Andrew. Pode ser que sobre uma oportunidade. Esse momento é de conhecimento jogando e não só treinando. Eu tenho que, realmente, tomar minha posição em relação a cada atleta que aqui está. Então eu tenho que dar oportunidades para que eu possa ver melhor”, completou.

Na lateral direita, Maicon começa jogando, porém, Marcos Vinicius também fica à disposição. Entretanto, a entrada do reserva não é garantida. “Vai depender da partida, se o Maicon não aguentar. A confiança no Marcos Vinícius também é grande, por isso estou o levando. Ele estava em transição, ainda não podíamos contar, e acredito que estamos ganhando um reforço com as características e a maneira que eu gosto. De antemão: não é tirando o Maicon, não. A gente espera que ele consiga jogar, mas se não jogar o tempo todo, teremos uma peça muito importante”, enfatiza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.