Tigre teve quase 50 atletas em 2019

No total, 46 jogadores vestiram o manto carvoeiro neste ano. Poucos se firmaram ou tiveram desempenho satisfatório em campo


- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Jogadores renomados, com experiência na Série A, algumas apostas e outros oriundos das categorias de base. O elenco profissional do Criciúma reuniu todo o tipo de atletas. No total foram 46 jogadores em 2019. As contratações começaram ainda no final do ano passado, quando chegaram nomes como Daniel Costa, que recém havia promovido o CSA para a Série A. Porém, o camisa 10 não conseguiu ter o mesmo desempenho no Criciúma. “Sem dúvida, tem muitas coisas para não repetir. A primeira coisa foi uma situação que já aconteceu no passado com o antigo investidor (Antenor Angeloni, ex-presidente do clube) :  trazer jogadores de nome, consagrados”, pontua Jaime Dal Farra, na entrevista coletiva de terça-feira.

Quem mais atuou, no ano, foi o lateral esquerdo Marlon, com 56 partidas disputadas das 61 que o Tigre entrou em campo. Daniel Costa vem na segunda colocação, com 53 jogos, e Eduardo e Sandro fizeram 48 partidas neste ano.

Confira os 45 jogadores do Tigre em 2019

Goleiros: Bruno Grassi, Diego, Luiz, Paulo Gianezini, Wagner e Vinicius.

Zagueiros: Derlan, Jacy Maranhão, Léo Santos, Mateus Ferreira, Nino, Platero, Rodrigo, Sandro e Thales.

Laterais: Bruno Oliveira, Caíque, Carlos Eduardo, Claudinho, Maicon, Marcos Vinicius e Marlon;

Volantes: Adilson Goiano, Bruno Cosendey, Jean Mangabeira, Liel e Zé Augusto;

Meias: Daniel Costa, Eduardo, Foguinho, Gabriel Henrique, Gabriel Honório, Marcinho Júnior e Wesley;

Atacantes: Alexandre Alemão, Andrew, Cassiano, Ceará, Julimar, Léo Gamalho, Lúcio Flávio, Luquinha, , Pedro Bortoluzo, Reinaldo, Reis e Vinicius.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.