Tigre: Mudança de atitude e de nomes

Waguinho Dias indica alteração na escalação do Criciúma para o confronto diante do Atlético-GO, no dia 20. Três mudanças são certas, outras podem vir

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

O péssimo rendimento, principalmente no primeiro tempo, do Tigre, na partida contra o América-MG, deve levar o técnico Waguinho Dias a fazer mudanças drásticas na escalação do time para o confronto diante do Atlético-GO, que acontece apenas no dia 20, sexta-feira da próxima semana. Três mudanças são certas: Luiz, Wesley e Reinaldo, todos suspensos não atuam. Bruno Grassi, Eduardo e Andrew têm maiores chances de começar o jogo. Porém, outras mudanças não são descartadas. “Além de conversas e treinamentos, algumas mudanças devem ser feitas, porque a mudança de comportamento de dois ou três atletas, talvez, muda o grupo todo. Então, essa vai ser a situação desses dias, para que a gente possa montar a melhor equipe possível para vencer em casa”, comentou o técnico, ainda em Minas Gerais, pós-jogo frente ao Coelho.

A melhora de rendimento do Criciúma, ainda com o interino Wilsão, veio a partir da mudança de esquema: do 4-3-3 para o 4-4-2. Porém, Waguinho dá poucos indícios de que vá alterar a forma do time atuar. “Melhoramos no segundo tempo, contra o América ,e não mudamos o esquema, apenas peças. Eu acredito que com trabalho e como estamos agindo temos condições de reverter totalmente. O problema não é só esquema, não. O problema está nas atitudes”, pontuou.

O questionamento de Waguinho, para mudança de esquema, é devido à falta de opções no elenco, conforme o treinador. “Para que a gente possa mudar, precisamos ter peças. A maneira que o Wilson estava jogando, com mais um no meio, tinha o Foguinho e o Eduardo. Os dois estão fora. Quem eu ponho hoje? Quem nós temos para colocar? Nós temos que avaliar tudo, não só o esquema que não da certo. Vamos avaliar o que temos, como vai ser feito e o que tem que ser feito”, comentou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.