Tigre: Mais tempo para definir o novo técnico

Hoje haverá uma reunião com o presidente Jaime Dal Farra para decidir como as negociações seguirão

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

A vitória deu fôlego para que os dirigentes do Criciúma definam a contratação do novo técnico do Criciúma. A manutenção de Wilsão, até o final do ano, não é descartada. Há a negociação com dois profissionais, mas elas podem ser suspensas. “Essa vitória nos dá mais fôlego para pensarmos melhor. A nossa estratégia foi deixar algo encaminhado porque, se perdêssemos, teríamos que anunciar um treinador na segunda para amenizar as críticas. Os comentários virariam para a chegada do novo treinador. Agora, vamos avaliar melhor, com calma, e ganhamos fôlego. Vamos seguir trabalhando com as duas situações que temos para que, no momento certo, a gente anuncie ou não o novo técnico. Se a gente ganhar do Londrina, teremos mais uma semana, e assim segue”, pontua o diretor de futebol, João Carlos Maringá.

Os nomes de Waguinho Dias, Luiz Carlos Winck e Mazola Júnior podem estar no páreo, de acordo com as pistas deixadas pelo dirigente do Criciúma. Roberto Cavalo, conforme Maringá, segue fora do páreo. “Pode ser um treinador que não tenha experiência de Série B, mas que esteja sendo vitorioso nos últimos tempos. Isso é fundamental. Pode ser um treinador que já tenha passado aqui e feito um bom trabalho. Esse vínculo com a torcida é importante para ser pesado. Tem muitos bons treinadores no mercado e também trabalhando, que pode ser opção”, comenta Maringá.

Os dois nomes que foram sondados serão mantidos. Hoje haverá uma reunião com o presidente Jaime Dal Farra para decidir como as negociações seguirão. “Não vamos estender muito o leque: são dois nomes e vamos continuar falando. Se nós formos postergar a decisão de trazê-los, caso eles estejam disponíveis, eles vêm, ou, caso não, perdemos tempo. Para não errarmos, a conversa de amanhã (hoje) será importante. Não tem desespero, se formos para Londrina com essa comissão, pelo jogo que fizemos, será tranquilo”, enfatiza o dirigente.

Não há a certeza de que Wilsão treinará o time em Londrina, na sexta-feira, às 19h15min. A partir da reunião de hoje, será tomada a decisão para a contratação ou não de um novo comandante. “A questão do Wilsão é muito precoce. Assim como não falamos, na semana passada, que existia a chance do Kleina sair, é precoce dizer que o Wilsão vai treinar contra o Londrina. Amanhã pode surgir um treinador que a gente acha que é o melhor para o Criciúma e a gente traz ele. O Wilsão quer morar em Criciúma, mas pode ser meu treinador, até o final do ano, e seguir na cidade. Eu vou chamar ele de auxiliar técnico permanente, fica até o final do ano e podemos melhorar a campanha”, diz Maringá.

Sem euforia, novos encaminhamentos serão dados a partir de hoje. “Tudo está sendo feito com muita cautela, mas com muita transparência com o Wilsão. Eu fui muito leal também com as duas pessoas que estamos conversando. Deixei claro que dependeria muito do jogo de hoje. Agora, vamos conversar com o presidente amanhã (hoje). Depois do jogo, com euforia, pode se tomar decisão precipitada. Uma noite de sono é melhor para todo mundo”, finaliza Maringá.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.