Tigre: Contratações só com saídas

Diretor de futebol do Criciúma, João Carlos Maringá, garante que novos jogadores só chegarão em caso de novas dispensas. Orçamento está no limite do permitido


- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

O Tigre vai ao mercado e quer contratar até quatro reforços. O número aumentou devido à lesão do zagueiro Leo Santos, que só volta a atuar em 2020. Porém, o orçamento do clube está “no limite”. O clube tem dificuldades financeiras seríssimas e só poderá trazer novos jogadores caso ocorram dispensas de atletas do atual plantel. “Precisamos ver a questão financeira. Não vamos esticar a corda, pois o Criciúma tem dificuldades”, comentou o diretor executivo de futebol, João Carlos Maringá, em entrevista ao repórter Jota Eder do Timaço da rádio Som Maior. O dirigente passa alguns dias em Balneário Camboriú – onde tem residência.

No momento, não há a condição do Criciúma contratar. “Tivemos conversas em alto nível e estamos entendendo a situação do clube”, ressaltou Maringá, depois de duas reuniões com o presidente Jaime Dal Farra e o técnico Gilson Kleina.

De acordo com o diretor, o mandatário carvoeiro precisou injetar mais de R$ 1 milhão para fechar as contas do clube em maio. Uma chance de o clube conseguir investir mais está na chegada de algum investidor, parceiro ou novo patrocinador. As possibilidades são ventiladas nos bastidores, mas não há garantias de acertos.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.