Tigre: A busca da união entre torcida e time

O goleiro Bruno Grassi destaca que a união do grupo é fundamental para que o Criciúma consiga reverter a má fase

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Com ingressos à venda por 10 reais, para a torcida em geral, e 5 reais para sócios, o Criciúma espera um grande público para o jogo de sexta-feira. O goleiro Bruno Grassi, que substituirá Luiz, conta com o apoio do torcedor carvoeiro. “Nós precisamos deles. A instituição é grande por causa da torcida que tem também. Sempre ouvi falar que é difícil jogar aqui, a torcida apoia, e é isso que a gente precisa: apoio. É um momento delicado, mas é o momento que pode ser uma arrancada do criciúma. Aqui têm homens, pessoas honestas e corretas, que vão dar o máximo, e a gente precisa deles (torcedores)”, pontua o goleiro.

Bruno garante que nunca houve falta de trabalho e empenho, por parte dos jogadores. “Teve jogos que fomos bem, outros não. O torcedor de verdade, que apoia o Criciúma, tem que saber que esse é um momento em que a gente precisa deles. O torcedor e os jogadores são um só, a instituição Criciúma envolve os torcedores. Esse é um dos momentos mais importantes no campeonato”, completa Grassi.

O goleiro destaca que a união do grupo é fundamental para que o Criciúma consiga reverter a má fase no campeonato. “Eu já passei por momentos, não digo de rebaixamento, mas difíceis no Grêmio. Em 2015 foi delicado. O que foi determinante para sair foi a união do grupo, e é o que nós temos aqui. O grupo se mantém coeso, pois temos pessoas honestas e trabalhadoras, e nós vamos colher isso. É uma questão de tempo. É importante estar unido pra passar por esse momento”, enfatizou.

Time pressionado para vencer

O substituto de Luiz admite que o time entrará em campo pressionado para vencer, mas, ao mesmo tempo, garante um time experiente e sábio durante os 90 minutos. “Não adianta dizer que está tudo bem, mil maravilhas, porque não está. Quem sente mais são os jogadores, comissão técnica, staff do clube, pois a gente está no dia a dia e quem esta sendo falado é o nosso nome. Então, entraremos pressionados, mas também com experiência, sabedoria, sabendo que é um jogo importante e precisamos estar no melhor da parte técnica e tática quanto psicológica”, ressalta.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.