Série B Catarinense: Próspera empata com o líder

Em jogo equilibrado, time criciumense fica no 0 a 0 com o Almirante Barroso. Lesão de Yan, ainda na primeira etapa, diminuiu as possibilidades do Time da Raça


- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Fotos: Lucas Colombo/TN

Novamente pouco efetivo no ataque, o Próspera desperdiçou a chance de se aproximar da parte de cima da tabela ao empatar, na tarde deste sábado, em 0 a 0 com o Almirante Barroso, primeiro colocado da Série B Catarinense. Melhor no primeiro tempo, o Time da Raça perdeu o meia Yan, aos 39 minutos ainda da etapa inicial. A partir daí, a equipe de Itajaí equilibrou a partida e não permitiu que o time criciumense chegasse a vitória. Os 367 torcedores presentes no estádio Mário Balsini viram Próspera continuar 10 pontos atrás do lider. “A gente está fazendo tudo certo, tenho mais posse de bola, mas, em muitas horas, a gente peca na finalização. Faz três jogos que a gente perde muitos gols na frente. Pontuamos, mas em casa temos que vencer”, comenta o lateral direito Murilo.

O Próspera começou buscando o gol e pressionando o líder, fazendo valer o mando de campo. Aos oito minutos, o centroavante Luizão recebeu de Rafinha e finalizou, mas a bola saiu pela linha de fundo. No minuto seguinte, o camisa 9 teve outra chance, mas pegou fraco na bola e saiu. O Time da Raça começou a criar chances, mas não convertia as chances, como tem sido tônica da equipe nesta Série B Estadual. Aos 19 minutos, Daniel cruzou da esquerda, mas Luizão não alcançou e Igor afastou. O Próspera seguia melhor em campo.

Aos 26 minutos, Daniel fez boa jogada pela esquerda e tentou finalizar, mas a bola desviou e saiu para escanteio. Na cobrança, a bola sobrou para o mesmo Daniel que finalizou pela linha de fundo. Yan e Aldo reclamaram pois esperavam a bola na área. O Próspera criava bastante, mas tinha dificuldade para finalizar em gol. O domínio da partida não era transformado em gols. Aos 34 minutos, a primeira chegada do Almirante Barroso: Andrezinho tentou o cruzamento, mas Roberto fez a defesa com tranqüilidade.

Camisa 10 sai com lesão muscular

Aos 39 minutos do primeiro tempo, o camisa 10, Yan, sentiu uma lesão muscular na coxa esquerda e foi substituído dois minutos depois por Juninho. Com a ausência também de Max, o Próspera perde as duas principais referências técnicas da equipe. “Senti um desconforto forte quando estiquei a perna. Acredito que umas duas semanas serão necessárias para a recuperação”, comentou Yan, no intervalo.

Aos 43 minutos, os visitantes chegaram com Diego Sarassol que finalizou pela linha de fundo. O Time da Raça teve vantagem no começo da etapa inicial, mas pouco finalizou. A partir da metade do primeiro tempo, o Almirante Barroso equilibrou a partida. Com a saída de Yan, o Próspera perdeu a referência técnica. “Faltou ganharmos mais a segunda bola. A equipe deles não nos causou problemas, então, nos acalmamos e perdemos a segunda bola. Eles levam vantagem no gramado sintético deles, mas aqui eles só cadenciam a bola. Temos que acelerar mais o jogo para abrir o placar”, destacou o auxiliar técnico do Próspera, Everaldo, no intervalo.

Barroso melhor no segundo tempo

Na etapa final, o Almirante Barroso voltou buscando mais o ataque e tentando o gol da vitória. O Próspera sentia a falta do camisa 10, Yan, e já não tinha mais o mesmo ímpeto da etapa inicial. Os times pouco criavam e não conseguiam se aproximar ao gol de abertura do placar. Aos 15 minutos, Rafinha cobrou escanteio, mas a zaga afastou. No minuto seguinte, Juninho tentou cruzar pela direita, mas se desequilibrou. O Time da Raça tentava, com pouca efetividade, chegar ao ataque.

Aos 19 minutos, em contra-ataque, Wesley avançou sozinho e, na hora do passe, errou o toque para Luizão. Boa chance desperdiçada pelo Próspera. Dois minutos depois, Abner avançou e tentou tocar para Andrezinho, mas a bola desviou e saiu para escanteio. O líder do campeonato ameaçava o Próspera. O Almirante Barroso era melhor em campo, mas não finalizava em gol. Já o Time da Raça, sem Yan, não tinha força ofensiva.

Aos 31 minutos, Murilo cobrou escanteio, Luizão ganhou de Igor, mas cabeceou pela linha de fundo. Foi a primeira bola aérea vencida pelo centroavante do Próspera. Aos 35 minutos, Daniel teve a chance, mas finalizou muito alto e a bola saiu pela linha de fundo. Aos 40 minutos, Rafinha cobrou falta, mas Juninho cabeceou fraco, para fora. Aos 44 minutos, Wesley acelerou no ataque, carregou a bola, mas desperdiçou uma chance clara de gol. Ele tinha três companheiros livres ao lado. No final, nada de gols e o Próspera marca passo em casa na Série B Catarinense. “Faltou um pouco de capricho na frente, no último toque. Só isso. Precisamos de mais calma para fazer o gol”, finalizou Wesley.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.