Próspera: Primeiro ponto somado nos acréscimos

Próspera empata, aos 47 do segundo tempo, com o Concórdia em um golaço do zagueiro Baiano. Time volta a campo no domingo em Lages


- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Fotos: Lucas Colombo

Foi na raça que o Próspera conseguiu o primeiro ponto na Série B do Catarinense. Quando a segunda derrota parecia confirmada, o zagueiro Baiano, aos 47 minutos do segundo tempo, deu números finais ao jogo diante do Concórdia: 1 a 1. Os visitantes abriram o placar aos 35 minutos da etapa final com Igor. Agora, o time volta a campo no domingo, às 15 horas, em Lages, diante do Inter pela terceira rodada da competição. “Foi um jogo disputado. Pegamos um adversário bem estruturado e nós já sabíamos que seria assim. O resultado, no meu ver, foi injusto pelo que a nossa equipe criou e jogou”, comenta o técnico do Próspera, Luiz Paulo Bugre.

Com um bom público, na tarde ensolarada de quarta-feira, o Próspera criou algumas chances de gol no primeiro tempo: aos 15 minutos, Mykael chutou e quase marcou, cavando escanteio. Aos 27, Max William Dutra cobrou falta na barreira. Aos 40, outra chance prosperana. Murilo cobrou escanteio e Baiano, de cabeça, quase abriu o placar. O Concórdia pouco incomodava o time criciumense.

Com a estreia do goleiro Roberto, de 39 anos, e com o elenco completo, o Time da Raça teve uma postura bem diferente em relação à goleada de 6 a 0 para o Almirante Barroso, no domingo. Na etapa final, aos seis minutos, Max Cunha recebeu em velocidade, bateu cruzado e forçou grande defesa do goleiro Victor, do Concórdia. Outra boa oportunidade para o Time da Raça aos 13. Max Dutra, de longe, arriscou com força e acertou o travessão. Em seguida, o Concórdia finalmente chegou ao ataque e obrigou Roberto a fazer duas boas defesas.

Os visitantes abriram o placar com Igor, aos 35 minutos da etapa final. Um balde de água fria nos prosperanos. “Tomamos um gol bobo. Em uma das únicas vezes que eles chegaram ao nosso gol, fizeram”, comentou Bugre.

Entretanto, o Time da Raça fez valer o apelido e igualou aos 47 minutos com Baiano, em um bonito voleio: 1 a 1, após boa jogada de Danielzinho que fez o cruzamento para a área. Novamente, o Próspera não pôde contar com sete jogadores devido à inscrição no BID da CBF. “Tivemos que compor o banco, mais uma vez, com juvenis. Ainda assim, a minha equipe mostrou muita coisa boa. Estamos evoluindo. Nós vamos brigar para subir, agora vamos até Lages com mais opções no elenco. Teremos dificuldade, mas temos condições de conseguir um bom resultado”, finalizou Bugre.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.