Nova Veneza: Clássico da Polenta definirá finalista

Com a vantagem de ter vencido o primeiro jogo, Caravaggio pode até empatar com o Metropolitano que estará na final do Estadual Não Profissional


- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Nova Veneza

- PUBLICIDADE -

Será a edição mais importante da história do Clássico da Polenta. Neste domingo, a partir das 15h30min, apenas um dos rivais de Nova Veneza seguirá para a final do Catarinense de Futebol Não-Profissional. O Caravaggio recebe o Metropolitano e conta com a vantagem de poder empatar por qualquer placar para seguir adiante. No primeiro jogo, válido pelas semifinais, o Azulão, de virada, superou o Metrô, no estádio Darci Marini, por 2 a 1. Desta forma, resta ao Vermelhão vencer a partida para tentar o tricampeonato consecutivo.

Mesmo com a vantagem, o diretor de futebol do Caravaggio, Neguinho, não considera o time favorito. Pelo contrário. Ele coloca o Metropolitano com o favoritismo. “O Metrô precisa do resultado e são os favoritos do campeonato, pois são os atuais campeões. A gente sabe disso, mas preparamos os atletas durante a semana para que a gente faça um ótimo jogo para sair com a classificação”, comenta.

Neguinho acredita que nada está definido e toda atenção é necessária para que o Caravaggio não seja surpreendido pelo rival. “Diante de um time como o Metropolitano, que é forte também, qualificado, não podemos dar bobeira, porque eles virão para buscar o gol e temos que estar atentos”, pontua.

Jogar em casa e pelo empate, para o dirigente, é pouco, isso devido à qualidade do adversário. “Se eles fizerem um gol, pode ir para as penalidades. Então, temos que ficar atentos porque o time deles é qualificado também”, ressalta.

A partida, como é comum nos clássicos, será decidida nos detalhes. “O jogo será bom e quem errar menos pode ficar com a vaga, mas não tem nada decidido. A gente trabalha para ficar com a vaga”, enfatiza Neguinho.

Concentração total para o jogo

Não é habitual, no futebol não profissional, que os jogadores fiquem concentrados para as partidas. Porém, devido à importância do jogo e a necessidade de buscar o resultado, o Metropolitano resolveu reunir os atletas em um hotel desde o sábado. “Em cima disso, a gente consegue conversar melhor com os atletas, se preparar melhor para o jogo. Eu acredito que a gente precisa se superar. Só jogar o que a gente vem jogando, é pouco. Não deu. Então, precisamos do algo mais”, explica o técnico do Metrô, Jean Reis.

O comandante espera que o time tenha a mesma produtividade do primeiro tempo do jogo de ida, mas que consiga fazer os gols. “Precisamos bater melhor no gol. Tivemos três oportunidades de gol e não marcamos. Então, é isso que a gente pretende: conversar com os atletas”, ressalta.

Campeonato Estadual de Futebol Não Profissional – Semifinais – Partida de ida

Domingo (27/10) – 15h30min – estádio da Montanha, distrito de Caravaggio, em Nova Veneza

CARAVAGGIO

Pedro Paulo; Andinho, Henrique, Gustavo Simon e Ronaldo Gramadense; Marquinhos, Dudu e Leomir; Andrei, Marcel Emerim e Beto Cachoeira. Técnico: Serraninho

METROPOLITANO

Passarela, Paulo Sérgio, Leo Bortolin, Shayder e Fá; Filipe, Wagner, Lalau, Everton Boff e Roger Gaúcho; Ricardo Lobo. Técnico: Jean Reis

Arbitragem: Edson da Silva (de Blumenau); Assistentes: Alexandre de Medeiros Lodetti e Maicon Lemos Alves (da Larm).

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.