Futebol Não-Profissional: Estadual tem a fórmula definida

Metrô defenderá o título na competição que está com nova fórmula de disputa

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Nova Veneza

- PUBLICIDADE -

Metropolitano e Caravaggio conheceram os primeiros adversários no Campeonato Catarinense Não Profissional. O Vermelhão da Veneza pega o Clube Recreativo Maravilha (CRM), de Maravilha, enquanto o Azulão da Montanha terá pela frente o Grêmio Cachoeira, de Florianópolis.

A edição deste ano será histórica: pela primeira vez a competição vai reunir oito clubes na disputa e terá três fases: quartas de finais, semifinais e finais. A equipe que somar mais pontos ao final da partida de volta avança. Caso haja empate em número de pontos ao final da partida de volta, a decisão será através da cobrança de pênaltis.O início será no feriado do dia 7 de setembro e o grande campeão será conhecido no dia 23 de novembro. “Ficou mais difícil para conquistar o título com o engrandecimento da competição nesse formato com oito clubes, será com certeza um campeonato muito disputado”, comenta Maycon Minatto Michels, presidente do Metrô.

Os representantes dos clubes manisfestaram satisfação com o novo formato proposto pela Federação Catarinense de Futebol (FCF) para o fortalecimento da competição. “Estamos pensando nessa competição com a mesma dedicação que vimos nas copas regionais. Lá tivemos grandes finais e envolvimento de muitos torcedores. Queremos aperfeiçoar e ampliar a realização do Campeonato Não Profissional Adulto”, comentou o superintendente da FCF, Lédio D’Altoé.

O Catarinense Não Profissional Adulto reúne os finalistas das copas regionais da região Sul, Grande Florianópolis e Oeste, além do campeão da Copa Norte e do representante do Vale do Itajaí.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.