Forquilhinha: Kaciano vence o Brasileiro de Muay Thai

Atleta de Forquilhinha fica com o cinturão profissional da competição. Danieli e Mirieli Cardoso Scarpari também ganharam na disputa

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Forquilhinha

- PUBLICIDADE -

O atleta de Forquilhinha, Kaciano Fernandes, representante da Tayson Team estava pronto para estrear em lutas amadoras de muay thai no Campeonato Brasileiro, que foi realizado entre 15 e 17 de novembro, em Guarulhos, São Paulo. Porém, quis o destino que o jovem começasse a carreira no ringue logo com uma luta profissional.

Devido a uma lesão de um competidor, Victor Fernandes, da Katana Thai, de Goiânia, ficou sem adversário, foi quando a organização do campeonato fez contato com Tayson Sebastião, treinador de Kaciano. “O Kaciano já treina há dois anos. Tem bastante experiência e esteve em vários eventos. Ele já estava pronto para disputar o Sul Americano e decidimos juntos colocá-lo para lutar”, explica Tayson.

Em uma disputa de cinco rounds, sem proteções, apenas com luvas, como manda a luta profissional, Kaciano superou Victor, por nocaute técnico, no terceiro round. A disputa foi válida pela categoria até 84 quilos. Diversos chutes na perna fizeram o adversário desistir. “Ele superou as expectativas, porque nunca tinha vivido essa experiência. Eu me surpreendi positivamente, em relação à postura dele no ringue e na luta”, pontua Tayson.

Vitórias também no feminino

As irmãs Danieli e Mirieli Cardoso Scarpari também fizeram bonito na competição. A primeira fez aquela que foi considerada a melhor luta feminina da noite e bateu Fabiana Diamante, de São Paulo.“A Danieli fez uma luta espetacular e ganhou por pontos. A adversária chegou a desistir, mas o gongo já havia soado. Ela foi brilhante. Foi a melhor luta feminina da noite”, comemora o treinador.

Mirieli também venceu, na categoria até 63 quilos. Ela superou a paulista Larissa Macedo. “Não chegou a ser uma surpresa porque ela treina bastante. Teve todos os méritos, assim como a Danieli e o Kaciano”, ressalta Tayson.

Os três foram os únicos representantes de Santa Catarina na competição. “Trouxemos o trofeu para Santa Catarina e eu estou muito feliz. Agora é dar continuidade no trabalho, porque, em dezembro, nós devemos ir para o Chile e, em março, para a Argentina. Seguimos trabalhando duro e com ‘os pés no chão’ para ter sucesso nesses desafios”, destaca.

A academia de Tayson fica em Forquilhinha, no ginásio da Associação da Seara, e as inscrições estão abertas.“Foi uma conquista conjunta e estou muito feliz porque ganhamos todas as lutas no Brasileiro, com a participação de 12 estados. Representamos muito bem Santa Catarina, pois éramos os únicos representantes do Estado. Isso vem para coroar o nosso trabalho”, finalizou Tayson.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.