Criciumense conquista bronze no Catarinense Absoluto de Natação

Gustavo Rech da Silva, de 18 anos,, ficou com a medalha de bronze na prova de 50 metros peito

- PUBLICIDADE -

Criciúma

O atleta da Sociedade Recreativa Mampituba/Fundação Municipal de Esportes (FME), Gustavo Rech da Silva, de 18 anos, conquistou medalha de bronze na prova de 50 metros peito no Campeonato Catarinense absoluto de Natação Troféu Fernando Scherer 2019. A competição aconteceu no Complexo Aquático da Unisul, em Palhoça.

- PUBLICIDADE -

O evento teve a organização da Federação Aquática de Santa Catarina (FASC) e contou com a participação de 16 Clubes e 270 atletas com idades a partir dos 13 anos. Além de Gustavo, o Mampituba foi representado por outros sete atletas que foram acompanhados pelo técnico Carlos Henrique da Cruz Fernandes.

A competição também teve caráter seletivo. Através da classificação dos melhores tempos e/ou índices técnicos, os atletas foram chamados para a formação da Seleção Catarinense Infanto – Juvenil (13 a 16 anos), que representará o estado no Campeonato Brasileiro “Chico Piscina”, na cidade de Mococa (SP), ao fim deste mês. Além disso, os atletas participantes com melhores índices podem participar dos Brasileiros de Categorias do 2º semestre. “O Gustavo já é um nadador com grandes resultados no clube e atingiu a expectativa de alcançar a medalha. Uma das nossas atletas, a Rafaela Martins Salgueiro, com seus índices conseguiu ser selecionada para o Campeonato Brasileiro “Chico Piscina””, comemorou o técnico do Mampituba.

Representando o Mampituba, participaram os atletas: Gustavo Rech da Silva, Arthur Oliveira Silva, Bruno Luiz Pais, Cezar Drugos Nacif, André Raimundo, Vitor Moreti, Rafaela Martins Salgueiro e Rafaela Silveira Lino.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.