Esucri almeja se tornar centro universitário

Solicitação junto ao MEC é uma das ações planejadas pela instituição de ensino para 2020. No próximo ano, entidade também inaugurará edifício-garagem

Foto: Lucas Colombo/TN
- PUBLICIDADE -

Criciúma

Com mais de 12 mil alunos e atuação direta em dez municípios do Sul de Santa Catarina, a Escola Superior de Criciúma (Esucri) planeja dar novos passos rumo ao desenvolvimento em 2020. Além de inaugurar o edifício-garagem e projetar a instalação de um novo campus, a instituição de ensino protocolará, junto ao Ministério da Educação (MEC), a solicitação para se tornar um centro universitário. O pedido deve ser formalizado ainda no primeiro semestre.

- PUBLICIDADE -

Segundo o diretor geral da Esucri, Everaldo José Tiscoski, esse será um avanço para a instituição que se aproxima dos 20 anos de história. “No dia a dia não muda nada. A responsabilidade de formar um bom profissional, de ter bons professores, uma boa equipe técnica para atender bem os alunos, uma boa estrutura, laboratórios adequados, responsabilidade com o mercado, nada disso muda. A mudança básica em um centro universitário é que passa a ter autonomia para criar um curso, independente da visita do MEC”, explica Tiscoski.

Mobilidade

Outra conquista aguardada para o próximo ano é a inauguração do edifício-garagem da Esucri. Conforme o diretor, a área administrativa será inaugurada em fevereiro, enquanto os andares destinados a estacionamento serão liberados, gradativamente, a partir de março. “Agora, com essas 400 vagas, muitos dos nossos alunos terão a oportunidade de deixar o veículo estacionado em um ambiente fechado, seguro e, daqui, já descer e ir para um dos prédios de sala de aula, tudo dentro de um mesmo ambiente”, ressalta.

Ampliação 

Ainda em relação à estrutura física, a entidade planeja construir um novo campus. Segundo Tiscoski, três áreas em Criciúma estão em análise (na região dos bairros Próspera, Rio Maina e Santa Luzia), para receber mais salas de aula. “Então já tem esses locais muito bem estudados, estamos apenas definindo a questão de logística, de onde é melhor para o cidadão de Criciúma ir de um local ao outro, visto que o curso que nós iremos oferecer nesse ambiente não vai ter aqui no Centro. Então precisa ter a mesma facilidade de acesso que se tem hoje”, enfatiza.

Além disso, a instituição conta cinco novos cursos voltados à área da saúde: Fisioterapia, Farmácia, Biomedicina, Gastronomia e Radiologia.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.