Varejo da construção ainda mais otimista após Construsul

Visita a feira possibilitou acesso às novidades de marcas nacionais e internacionais e também à condições especiais para compra de produtos. Diversos empresários da região participaram do evento, em Porto Alegre

- PUBLICIDADE -

 

Marciano Bortolin

- PUBLICIDADE -

Criciúma

Os empresários do varejo da construção civil voltaram ainda mais satisfeitos da 22ª edição da Feira Internacional da Construção (Construsul), realizada durante esta semana em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. A Fiergs, onde o evento ocorreu, contou com mais de 300 empresas expositoras com novidades para diversos segmentos da construção.

O diretor-executivo da Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção da Região Sul de Santa Catarina (Acomac-Sul) e da Federação dos Comerciantes de Materiais de Construção da Região Sul de Santa Catarina (Fecomac-SC), Júlio João Pereira, diz que as impressões da Construsul neste ano foram as melhores. “O evento cresceu 15% em relação ao ano passado. Foram mais de 300 expositores, recorde de público, muitos lojistas da região estiveram lá e a grande maioria que conversei gostou”, comenta.

Ainda conforme Pereira, 70% dos expositores já renovaram para o ano que vem e a organização do evento planeja ampliar o espaço físico da Construsul em 20%. “É uma demonstração clara de otimismo dos empresários com relação ao mercado da construção civil como um todo. Estas poucas mexidas que estão sendo feitas na economia já estão refletindo positivamente”, pontua.

O representante da Acomac-Sul e da Fecomac-SC diz ainda que os lojistas da construção têm se empenhado constantemente para melhorar o atendimento e os produtos oferecidos e que a feira é uma boa oportunidade para abrir os horizontes. “Quem vai a uma feira como esta ganha muito, pois é um momento diferenciado que proporciona que o lojista saia da empresa, faça novos amigos e negócios que o beneficiem”, fala.

Condições especiais

Quem visitou a feira não se deparou somente com novidades de marcas nacionais e internacionais, mas também teve acesso à condições especiais de compra de produtos. “Além de oferecer condições diferenciadas, as indústrias presentes na Construsul fizeram promoções para quem visitou a feira. É um momento importante que proporciona a realização de negócios diferenciados, de alianças estratégicas. É preciso aproveitar estas viagens, que geralmente são em caravanas, para melhorar o networking, já que a feira tem este caráter motivacional, que rende otimismo, desenvolvimento”, cita.

Crescimento

Mesmo o crescimento da economia não sendo muito grande, conforme Pereira, o varejo da construção civil vai bem e projeta elevação de 6% no segundo semestre com relação ao ano passado. “Podemos até ultrapassar este percentual. A tendência nos últimos seis meses do ano é que as vendas serão ainda melhores, e os lojistas estão atentos e preparados a isso”, finaliza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.