Produção orgânica, mais sabor e saúde na mesa

Foto: Lucas Colombo/TN
- PUBLICIDADE -

Marciano Bortolin

Içara

- PUBLICIDADE -

Uma estrada de terra batida nos leva à comunidade de Espigão, no interior de Içara. Local de muitas propriedades que mantêm as famílias através da agricultura. Em uma delas, a bela casa combina com o bonito e bem cuidado terreno. Estufas grandes e pequenas protegem as plantações de morango e tomate atrás da residência.

O agricultor, Alcino Budny, de 57 anos, passa grande parte do tempo cuidando das 12 culturas espalhadas pelos 15 hectares, tudo de forma orgânica. Forma de cultivo que ele iniciou no ano de 2000. Antes o mesmo terreno nutria milho, feijão, mandioca arroz, mas, principalmente, o fumo.

A ascensão da utilização de agrotóxicos nunca lhe agradou e, devido a isso, confessa ele, sempre tentou fugir deste sistema. “Vieram os agrotóxicos. Se começou a usar muito, principalmente, em fumo e feijão. Eu nunca gostei de trabalhar neste sistema. Sempre achei que não se deveria colocar em alimentos, no fumo até tudo bem, mas em alimentos, não. Por isso sempre procurei uma saída”, comenta.

Com este pensamento, Budny procurou os técnicos da Epagri de Içara para aprender mais sobre os orgânicos e, a partir daí, realizou diversos cursos. Com o conhecimento obtido, deixou o fumo e o feijão no passado, e passou a utilizar a terra para o morango, o tomate, a alface, a cenoura, entre outros. E o melhor: tudo sem uma gota de veneno. “Acreditei na ideia de produzir sem agrotóxicos, o que muitos duvidam. É possível sim”, afirma.

*Confira a reportagem completa no Tribuna de Notícias desta segunda-feira, dia 4.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Içara

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.