Criciúma busca incentivar o turismo

- PUBLICIDADE -

Marciano Bortolin

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Vetor de desenvolvimento que tem ganhado cada vez mais atenção e investimento por parte dos municípios, o turismo de Criciúma ganha novo “antigo” aliado. Ontem, a cidade reativou o Conselho Municipal de Turismo de Criciúma (CMTC) com a posse e a primeira reunião ordinária dos novos membros. O grupo é composto por 17 representantes, sendo oito da sociedade civil e sete do poder público. O encontro foi na sala de Coordenação dos Conselhos, no Paço Municipal Marcos Rovaris.

A ideia, aponta o diretor de Turismo da Fundação Cultural de Criciúma (FCC), Ismail Ahmad Ismail, é começar a traçar um planejamento para o desenvolvimento do setor na maior cidade do Sul Catarinense. “Depois disso, queremos apresentar ao poder público, estas ideias levantadas pelas entidades ligadas ao turismo”, comenta.

Estas intenções das pessoas ligadas ao ramo turísticos já serão levantadas em encontro que acontecerá no próximo dia 26 de novembro, na Associação Empresarial de Criciúma (Acic). Após o debate, destaca Ismail, um documento será elaborado e entregue à Administração Municipal. “Estamos reativando o conselho depois de cinco anos, e é fundamental que ele seja ativo e que possa realmente trazer sugestões e apontar os caminhos que devemos seguir, rumo ao desenvolvimento do Turismo na cidade e na região. Evidenciar os pontos turísticos e dar voz e vez a essas pessoas também está entre nossas estratégias”, fala o diretor.

A diretoria provisória, escolhida na reunião realizada ontem pela manhã, atuará por seis meses, enquanto o regimento interno é elaborado, entre outras coisas que envolvem a parte burocrática do conselho. “Elegemos uma diretoria por seis meses para construir este processo de transição e efetivação do conselho, depois chamamos uma eleição para conduzir nos próximos dois anos”, explica.

Outro assunto debatido durante o encontro de ontem foi a liberação para feiras e eventos e o desenvolvimento amplo da gastronomia na cidade. O conselho tem as funções de fiscalizar, aconselhar e orientar, levando ao poder público as demandas do setor.

Opções turísticas não faltam

O diretor de Turismo da FCC ressalta também que Criciúma possui 14 equipamentos turísticos, citando alguns como os parques das Nações Cincinato Naspolini e dos Imigrantes, Mina de Visitação Octávio Fontana, Casa do Agente Ferroviário, Museu Augusto Casagrande, Gruta Nossa Senhora de Loudes, entre outros, capazes de atrair turistas da região, do estado e até do país. “Além de tudo isso, temos um excelente setor hoteleiro, rota gastronomia consolidada com grande variedade, muitos pubs, sete centros de evento funcionando a pleno vapor, grandes feiras, uma vida noturna movimentada. O turismo criciumense está crescendo, mas tem muito a crescer ainda”, relata.

Para que siga em desenvolvimento, acredita ele, é preciso união. “Sempre cresceu com pontas soltas, agora queremos unir. Trazer todos para o mesmo guarda-chuva. Que comecemos a falar a mesma língua, de forma integrada, que o hotel dialogue com os centros de eventos. Que os centros de eventos dialoguem com os restaurantes. Que todos dialoguem com a prefeitura. Uma união de todos os setores com o mesmo propósito”, enfatiza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.