Aresc define reajustes nas tarifas de gás natural para o mercado catarinense

Os efeitos médios combinados das duas resoluções passam a valer a partir do dia 1º de janeiro

Divulgação
- PUBLICIDADE -

A Agência Reguladora de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc) publicou recentemente duas resoluções que promovem ajustes nas tabelas tarifárias da SCGÁS. A primeira dispõe sobre o a metodologia do cálculo da margem bruta de distribuição, sendo aplicável a partir do dia 14 de dezembro (Resolução Aresc nº 138/2019). A segunda define o valor do custo do gás e transporte e parcela de recuperação em tarifas para o primeiro semestre de 2020 (aplicação da conta gráfica do gás natural – Resolução Aresc nº 073/2016), com efeitos a partir do dia 1º de janeiro (Resolução ARESC nº 145/2019).

O efeito médio esperado na tarifa após a definição da margem bruta de distribuição é de 3,2%, seguido de um efeito adicional médio de 5,3% a partir da aplicação da conta gráfica do custo do gás e transporte. Os efeitos podem ser percebidos de forma diferente por cada cliente conforme o consumo e tabela aplicável.

- PUBLICIDADE -

Assim, os efeitos médios combinados nos principais segmentos de consumo da SCGÁS a partir de janeiro são os seguintes:

Efeito combinado

Dez/2019 + Jan/2020

Industrial

8,73%

Comercial

11,27%

Residencial

12,32%

Automotivo

8,44%

Cogeração Industrial

2,28%

Cogeração Comercial

2,28%

Termoelétrico

0,62%

Matéria Prima Industrial

2,28%

Atomizadores

8,49%

Total

8,69%

Havendo dúvidas, a SCGÁS estará à disposição no contato 0800.48.5050 para repassar informações sobre os efeitos em cada segmento de mercado e as diferentes faixas de consumo. As tabelas tarifárias podem ser obtidas a partir da publicação no Diário Oficial do Estado e no site da SCGÁS.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.