Antes do Natal, a Black Friday promete movimentar o comércio

Data especial, com preços menores, ocorre na próxima sexta-feira, dia 29, porém alguns cuidados devem ser tomados para evitar transtornos

Foto: Lucas Colombo/TN
- PUBLICIDADE -

Marciano Bortolin

Criciúma/Içara

- PUBLICIDADE -

 

Se preparando para o Natal, os lojistas tem outra boa data para ampliar as vendas ainda em novembro: a Black Friday, que ocorre na próxima sexta-feira, dia 29. Porém, os consumidores precisam tomar uma série de cuidados para não cair naquela que ficou conhecida no Brasil como “Black Fraude” ou ainda para não “pagar a metade do dobro.

A diretora executiva do Procon de Içara, Karoline Calegari, lembra que a iniciativa que surgiu nos Estados Unidos ganha cada vez mais adeptos no Brasil e na região, e reforça a importância dos cuidados, principalmente ao efetuar compras pela internet. “Nas compras pela internet é até mais fácil para os consumidores conferirem os preços, falando nisso é importante que as pessoas vão ‘favoritando’ nos sites aqueles produtos que já vem pesquisando que na sexta-feira verão se de fato há um desconto legal. Muitas vezes, quando o consumidor vai preencher o cadastro e chega no CEP verifica que o frete não compensa o desconto. A dica importante é que vários sites oferecem descontos especiais no frete em compras coletivas que daí tem desconto na entrega”, diz.

Outra dica fundamental é conferir a confiabilidade do site antes de confirmar a compra. “Ver se o site é o oficial da empresa. Verificar se tem aquele cadeado no canto superior esquerdo do navegador que indica que os dados pessoais estão seguros. Comprar sem impulsividade, com descontos legais. Aproveitar para fazer as compras natalinas e começar 2020 no verde e não no vermelho”, pontua Karoline, acrescentando que os consumidores que tiverem dúvidas devem procurar o Procon de suas cidades.

O coordenador do Procon, Gustavo Colle, reforça que as aquisições pelo comércio eletrônico devem ter cautela redobrada. “É essencial verificar a origem e o nível de satisfação dos clientes de um determinado site de vendas. O internauta deve conferir se o site é brasileiro para não resultar em custos extras e evitar problemas jurídicos, pois cada país possui suas regras do Código do Consumidor”, destaca Colle.

A dica mais importante, diz ele, é alertar o consumidor a guardar provas, como fotos e encartes para constatação e formalização de uma possível denúncia. “Quanto mais elementos tivermos para provar a irregularidade, mais consistente e mais fácil será enquadrar as empresas que estão cometendo as infrações”, completa.

Em Içara, o presidente da Câmara de Dirigente Lojistas (CDL), Alexandre Fernandes diz que todos os cerca de 250 associados participarão da iniciativa.  “A expectativa é positiva. O pessoal começou duas semanas antes, já com preço mais baixo. Temos lojas com promoções todos os dias, exclusivas com preço de Black Friday. É uma espécie de esquento. Com descontos de 10% a 50%”, salienta.

As promoções vão de produtos a serviços. “Não importa o seu ramo, todos estão dando os descontos reais, dentro da realidade de cada um”, cita Fernandes.

Mais do que preços menores, 18 lojas da Rua Marcos Rovaris vão oferecer estacionamento gratuito na semana da Black Friday. O benefício iniciou no dia 25 e segue até o dia 29 de novembro no comércio identificado com o cartaz em Içara. Além da facilidade para as compras, os consumidores concorrerão também a R$ 500 em crédito para consumo nas lojas participantes. Esta será a primeira ação do núcleo do Sindicato dos Comerciantes Varejistas e Atacadistas de Içara e Região.

Zona Azul

A oferta de estacionamento acontecerá na Zona Azul conforme o tempo de cada compra e poderá ser condicionada ainda a um ticket mínimo divulgado pelas lojas. O sistema rotativo municipal atualmente não aceita mais do que duas horas de uso contínuo, uma regra que vale também para idosos e deficientes, com a diferença de que mediante identificação fornecida pelo setor de trânsito municipal, eles não pagam. Das 12h às 13h também não existe cobrança. Para os demais períodos, há uma tolerância de 10min.

A Black Friday deste ano deverá movimentar R$ 3,67 bilhões. A previsão da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) representa um incremento de 10,5% em relação às vendas do ano anterior, quando somaram R$ 3,32 bilhões. A promoção é a quinta data mais importante do comércio varejista brasileiro. Fica atrás, respectivamente, do Natal, Dia das Mães, Dia das Crianças e Dia dos Pais.

Oportunidades

Além de benefícios aos clientes, a Black Friday também vai ter oportunidades aos empreendedores de Içara. Eles poderão experimentar o incremento nas vendas junto com a redução da inadimplência com as soluções da Boa Vista oferecidas pela Associação Empresarial. As empresas que se associarem de 25 a 29 de novembro terão à disposição o serviço sem mensalidade até dezembro, ou seja, com mais segurança nas vendas também no período do Natal. O pagamento neste período será realizado apenas pelas consultas. “O mercado vem impondo aos empresários uma significativa redução nas margens e, diante deste cenário, trabalhar com níveis baixos de inadimplência é fundamental para possibilitar resultados superiores. É nessa hora que as soluções de proteção ao crédito são imprescindíveis para a tomada de decisão”, indica o vice-presidente de indústria, comércio e serviço da Acii, Joel Valentin Seldenreich.

Conforme dados aferidos pela Boa Vista, a Black Friday representa em média 3,7% do faturamento anual das empresas. Ao todo, 25% dos empresários farão estoque extra de produtos na Black Friday deste ano. Além disso, 13% irão contratar mais mão de obra para a data. A principal estratégia adotada para o incremento nas vendas é a oferta de desconto (55%), seguido pela facilidade de pagamento (30%) e promoções (15%).

Expectativa

Em 2019 a expectativa é de crescimento no faturamento por conta da liberação do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e da primeira parcela do 13º salário. O varejo estima uma arrecadação maior que R$ 3 bilhões, o que de acordo com dados da Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings (Alshop) é 18% maior que no ano anterior.

Com o fácil acesso a informação, o consumidor consegue pesquisar e acompanhar a movimentação do varejo antes e durante a promoção. “Os lojistas que aproveitam a data conseguem fazer a diferença durante todo o mês de novembro, com o aumento na movimentação das vendas essa oportunidade faz toda a diferença nesse período”, reforça a presidente da CDL de Criciúma, Andréa Gazola Salvalággio.

Segundo dados da pesquisa realizada pelo Google em parceria com a consultoria Provokers, neste ano o número de consumidores que pretendem comprar pela internet deve ser igual aos que têm intenção de adquirir produtos nas lojas físicas. “Com a diferenciação de preços e formas de pagamento, o varejo físico também se privilegia da data e aqueles que previamente conseguem se organizar e preparar para a promoção, vão tirar um aproveitamento comercial muito bom”, expõe a especialista em comportamento do consumidor, Lúcia Búrigo.

A Black Friday teve sua primeira edição no Brasil em 2010 e neste ano está marcada para a sexta-feira, 29 de novembro. Os produtos com maior intenção de compra são celulares (48%), computadores (38%), eletrodomésticos (36%), roupas (34%), calçados esportivos (32%) e perfumes (33%).

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.