Amrec e Amesc registram números positivos na geração de emprego

Somadas, as duas regiões abriram mais de sete mil vagas de trabalho de janeiro a outubro de 2019, número maior que o registrado no mesmo período de 2018

Foto: Lucas Colombo/TN
- PUBLICIDADE -

Marciano Bortolin

Criciúma/Araranguá

- PUBLICIDADE -

Os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados ontem, dia 21, apontam para o crescimento na geração de postos de trabalho formais no Sul de Santa Catarina, no período que compreende janeiro a outubro de 2019. Somadas Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) e Associação dos Municípios do Vale do Araranguá (Amesc), ultrapassam as sete mil novas vagas. Número bem mais elevado que o registrado no mesmo período de 2018, quando foram registrados 2.491.

O estado também comemora os números ao fechar outubro com um saldo positivo de 11.579 novos, melhor resultado para o mês desde 2013, passando assim a ter um total de 85.018 empregos criados com carteira assinada em 2019.

O destaque na região continua sendo Criciúma, que oportunizou 2.535 novos trabalhos com carteira assinada, enquanto em 2018, nos mesmos 10 meses, foram criados 1.251. Siderópolis aparece depois com 1.187, número bem maior que o de 2018: 67. Içara vem na sequência com 942, ou seja, 477 a mais que em 2018.

O maior crescimento foi registrado também em Criciúma, com 1.284 a mais, seguido de Siderópolis, com incremento de 1.120 no mesmo período.

De janeiro a outubro de 2019, apenas um município da Região Carbonífera registrou número negativo: Treviso, com -73. No ano passado a cidade já apareceu no vermelho, com -2.

Na Amesc, a situação melhorou, mas apresenta cinco cidades com saldo negativo, mesmo número do ano passado. O pior desempenho continua sendo Balneário Arroio do Silva, com -102. Nos mesmos 10 meses do ano passado, o município litorâneo apresentou -53.

Maior cidade do Extremo Sul, Araranguá apresenta uma boa melhora, saindo de -299 para 218 positivo. No total, a região saltou de 235 novas vagas geradas de janeiro a outubro de 2018 para 432 no mesmo período deste ano.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.