Supermercados e restaurantes com valores mais caros a partir desta segunda-feira

Alíquota do ICMS subiu de 7 para 12%. Confira quais os alimentos podem subir

- PUBLICIDADE -

Florianópolis

Como o governo de Santa Catarina não voltou atrás nos aumentos de alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços (ICMS) para uma série de alimentos sob o argumento de que está cortando incentivos fiscais, a partir desta segunda-feira, 02, distribuidores, supermercados e restaurantes vão transferir os reajustes aos consumidores. Ficarão mais caras carnes de frango, suíno e peixes, derivados de carnes, leites especiais, queijos, pães especiais (exceto o pão francês) e erva-mate com mistura.

- PUBLICIDADE -

Como a alíquota do imposto subiu de 7% para 12%, o aumento para carnes será de 6% do atacado ao supermercado e ficará numa média de 8% a 9% para o consumidor final. A carne bovina teve o benefício fiscal reinstituído no decreto 187/2019, por isso voltou a ter alíquota de 7%. O secretário da Fazenda, Paulo Eli, garante que “as carnes catarinenses ficarão protegidas da concorrência dos produtos de outros estados”.

Fonte: Diário Catarinense

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.