Projeto do acesso sul ao Rincão é apresentado para associações empresariais

Ideia que prevalece é a continuação da Via Rápida até a plataforma sul do Balneário

- PUBLICIDADE -

Representantes das Associações empresariais de Içara, Criciúma e Balneário Rincão estiveram reunidas na tarde desta terça-feira, dia 19, na sede do Sindserpi de Içara, para apresentação do projeto do novo acesso sul ao Balneário Rincão.

O prefeito Murialdo Canto Gastaldon ressaltou que essa foi a apresentação oficial das duas opções de desenho para a obra, elaboradas pela Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC). “Da BR-101, a continuação da Via Rápida até a plataforma-sul do Balneário Rincão, duas formas de ligar esses dois pontos. A ideia que está prevalecendo é uma rodovia intermediária entre esses dois pontos. Ficará com o prefeito Jairo por um tempo para ele aprofundar no Rincão, depois discutiremos aqui em Içara, e em seguida em Criciúma”, destacou o chefe do executivo içarense.

- PUBLICIDADE -

“Nós vamos levar o projeto pro Rincão para analisar, sabemos que 80% da rodovia pertence ao Município de Içara, mas estamos nessa parceria porque vai beneficiar muito o Balneário Rincão”, enfatizou o prefeito de Balneário Rincão Jairo Celoir Custódio.

O presidente da Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Moacir Dagostin, destaca que a iniciativa é um sonho a ser realizado. “Nós enquanto lideranças, empresariais, políticas, da sociedade precisamos estar unidos. Estamos nessa fase de definição e discussão dos traçados, mas o importante é que todos são favoráveis ao projeto, e que ele impulsionará muito o crescimento do Sul, principalmente Içara, mas beneficiará toda a região”, colocou.

No início de dezembro, as lideranças devem se reunir novamente para novos encaminhamentos.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.