Políticas públicas de melhorias aos idosos são discutidas em Forquilhinha

O I Fórum Municipal do Idoso foi realizado nesta sexta-feira, 27, com a participação de diversos segmentos da sociedade.

- PUBLICIDADE -

Os problemas que afetam os idosos e as alternativas para melhorar a qualidade de vida das pessoas com mais de 60 anos foram discutidas nesta sexta-feira, 27, em Forquilhinha. O Conselho Municipal do Idoso realizou o I Fórum Municipal do Idoso, em parceria com o Governo Municipal, por meio da Secretaria de Assistência Social, Poder Judiciário e demais entidades.

A presidente do Conselho, Joseane Nazario, apresentou os dados do IBGE sobre a população idosa. No Brasil eles correspondem a 13% da população, somando mais de 28 milhões. “A projeção do IBGE mostra que, em 20 anos, a população idosa vai dobrar. Em Forquilhinha já são mais de 2,8 mil pessoas nessa faixa etária. Precisamos refletir e traçar estratégias eficientes às pessoas idosas que proporcionem meios de elevar a sua qualidade de vida”, disse.

- PUBLICIDADE -

A debate foi acompanhado pelo agricultor João Vassoler, de 74 anos, um dos participantes do Fórum. “Um pai cuida de 10 filhos, mas 10 filhos não cuidam de um pai. Se a gente não se unir e buscar alternativas que podem melhorar a nossa vida, vai ser complicado. Por isso precisamos nos ajudar e aprender a cuidar de nós mesmos”, comenta.

O promotor de justiça André Barbuto Vitorino, parabenizou a iniciativa do Fórum e disse que ele contribui para o exercício da cidadania. “A nossa expectativa de vida só cresce e ela tem que crescer não apenas em número, mas também em qualidade. Parabéns ao município de Forquilhinha pela preocupação”, declara. “Este Fórum valoriza os nossos idosos que tanto já contribuíram com o nosso município”, conclui o prefeito Dimas Kammer.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.