Polícia investiga desvios de dinheiro e alimentos da Apae de Lauro Müller

Operação foi deflagrada na manhã desta terça-feira (10) quando foram cumpridos mandados de busca e apreensão

Foto: Divulgação.
- PUBLICIDADE -

A Polícia Civil de Orleans cumpriu mandados de busca e apreensão, na manhã desta terça-feira, 10, para dar continuidade às investigações de possíveis desvios de dinheiro e remédios da Associação de Pais de Amigos dos Excepcionais (Apaes) de Lauro Müller. A investigação tem apoio do Ministério Público de Santa Catarina (MP/SC) e está ocorrendo desde junho.

De acordo com o delegado Ulisses Gabriel, que responde pela delegacia de Orleans, o presidente da Apae de Lauro Müller J. E. M., é suspeito de abastecer o carro particular com dinheiro da entidade, além de fazer uso de telefone celular, também pago com dinheiro da Apae, para uso pessoal. Ele também é suspeito de utilizar um servidor da Associação para lavar seu carro, existindo informações que estaria praticando atos de improbidade administrativa na Presidência da Apae de Lauro Müller.

- PUBLICIDADE -

O presidente também é suspeito de fazer compras particulares em mercados da cidade com verba da Apae e emissão de nota fiscal em nome da entidade. A nota foi emitida no dia 21 de dezembro de 2018 no valor de R$ 1.219,38, período em que a Apae está sem atividades. O delegado também chama a atenção para uma nota fiscal de 31 de janeiro de 2019, no valor de R$ 6.116,24, quando a entidade também não estaria em funcionamento.

Às 14h será realizada uma coletiva na Delegacia de Polícia de Orleans.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.