Minotto defende criação do Centro de Referência às mulheres vítimas de violência

Os Centros de Referência são espaços de acolhimento/atendimento psicológico e social, orientação e encaminhamento jurídico à mulher em situação de violência, que devem proporcionar o atendimento e o acolhimento necessários à superação de situação de violência, contribuindo para o fortalecimento da mulher e o resgate de sua cidadania.

- PUBLICIDADE -

O deputado estadual Rodrigo Minotto (PDT) esteve reunido recentemente com representantes do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher para tratar da criação de um Centro de Referência para as mulheres vítimas de violência. A proposta é desenvolver o projeto em parceria com a Unesc.

Os Centros de Referência são espaços de acolhimento/atendimento psicológico e social, orientação e encaminhamento jurídico à mulher em situação de violência, que devem proporcionar o atendimento e o acolhimento necessários à superação de situação de violência, contribuindo para o fortalecimento da mulher e o resgate de sua cidadania.

- PUBLICIDADE -

“O objetivo é atender, principalmente, aquelas mulheres que têm dificuldades de procurar a Delegacia das mulheres. Nesse caso, elas teriam um acolhimento humanizado e seriam encaminhadas a toda a rede de assistência às mulheres que sofrem com violência doméstica”, explica a advogada Neura Maria Correa Costa, vice-presidente do Conselho Municipal.

Minotto se comprometeu em buscar viabilidade para a iniciativa junto a Assembleia Legislativa e o Governo do Estado. “Nós precisamos ter uma atenção diferenciada para quem sofre esse tipo de crime, principalmente, na conscientização e no acolhimento. Somente em 2018 foram 1.063 casos de violência contra as mulheres na região carbonífera, e 1.600 casos de violência doméstica. Infelizmente tivemos 14 homicídios relacionados a este crime em nossa região somente no ano passado”, lamenta o deputado.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.