Inova Criciúma: processo de avaliação de projetos é prorrogado

Motivo da nova data é para entrega da documentação que está faltando. Fundo Municipal de Inovação contemplará dez projetos com R$ 25 mil

- PUBLICIDADE -

Com as inscrições encerradas no início do mês, a avaliação dos 31 projetos inscritos no Fundo Municipal de Inovação (FMI) de Criciúma será prorrogada até o dia 6 de novembro. Inicialmente, era até dia 25 de outubro. O motivo da ampliação da data é por causa da falta da entrega de alguns documentos. O novo edital, com as novas datas, foi lançado nesta quinta-feira (24) e pode ser conferido no site inova.criciuma.sc.gov.br/#edital. O fundo foi idealizado pelo Governo de Criciúma, via Diretoria de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação.

Conforme o diretor de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação, Claiton Pacheco, a comissão de avaliação do fundo já iniciou o processo de verificação dos documentos. “O pessoal que inscreveu os projetos já está avisado da modificação do edital. Aqueles que faltam algum documento têm até o dia 29 de outubro para encaminhar o restante”, explica. Os avaliadores são o diretor, o secretário municipal da Fazenda, Celito Cardoso, representantes da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) e da Associação dos Jovens Empreendedores (AJE) de Criciúma.

- PUBLICIDADE -

A divulgação dos projetos que serão contemplados pelo fundo será no dia 7 de novembro.

Sobre o Fundo Municipal

O Fundo Municipal tem como objetivo beneficiar dez negócios. A Administração Municipal viabilizará R$ 250 mil, sendo que serão cinco projetos voltados para o setor público e mais cinco voltados para a indústria. Cada negócio receberá R$ 25 mil. Podem ser contemplados produtos e equipamentos, softwares e aplicativos, eficiência na gestão pública e na prestação de serviço para o cidadão.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.