Escolas municipais de Criciúma realizam mais de 13 mil avaliações nutricionais

Programa é idealizado pelas Secretarias Municipais de Educação e Saúde e desenvolve ações de combate a obesidade e sobrepeso

- PUBLICIDADE -

Trabalhar o individual e o coletivo dos estudantes, esta é a função do projeto Aprender é Saudável. Lançado em maio deste ano, a iniciativa alia ações das Secretarias Municipais de Educação e Saúde de Criciúma, voltadas para o combate da obesidade e sobrepeso. Os estudantes têm atividades voltadas ao incentivo para uma alimentação mais saudável e a prática esportiva. Este ano, cada escola trabalhou de diversas maneiras o tema, desde da cultivação de hortas até projetos voltados para os alimentos.

Na área da Saúde, os profissionais das 48 Unidades Básicas de Saúde (UBS) realizaram 13 mil avaliações dos alunos entre 5 e 14 anos, totalizando 90% das escolas. “São verificados peso e altura dos alunos. Os estudantes que apresentarem uma alteração começam a ter um acompanhamento com equipe da unidade referência da escola. Tivemos 50% das escolas com fluxo de consultas para obesidade e sobrepeso, que ocorrem bimestral e trimestral com o acompanhamento dos pais”, explica a coordenadora de Alimentação e Nutrição, Ana Paula Aguiar.

- PUBLICIDADE -

A Educação ficou com a parte de desenvolver atividades voltadas para o coletivo dos estudantes, que possam trabalhar alimentação saudável e a prática de exercícios. “Trabalhamos o coletivo, voltados para a educação alimentar e nutricional e exercícios físicas dos alunos. Para controlar a obesidade infantil não depende só da Saúde ou da Educação, é um trabalho que precisa ser feito em conjunto e os resultados aparecerão a longo prazo”, explica coordenadora administrativa da Secretaria de Educação, Celia Topanotti Lima Valim.

As escolas contam ainda com uma equipe de multiplicadores, que é formada por um profissional de Educação Física e alguém da diretoria da unidade escolar, que fazem formações com os professores e também percebem o que é preciso ser feito no programa. Conforme a coordenadora, cada escola escolhe o seu método de ensino baseando nestas formações. Este ano ocorreram cinco formações, sendo uma o Dia do Desafio, que durante o dia tinham atividades físicas com duração de 15 minutos.

Novas metas

O programa continuará nas escolas para o próximo ano, mas as coordenadoras afirmam que em 2020, a ideia é aproximar os pais dos alunos no programa e das atividades.

Aquisições

Para melhorar os atendimentos da parte da saúde, foram adquiridas 48 balanças e 48 estadiômetros portáteis para todas as UBSs do município.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.