Criciúma: jovem é condenada a 13 anos de prisão por morte de homem carbonizado em porta-malas

Segundo os autos, o crime aconteceu na manhã dia 25 de dezembro de 2017, no bairro Renascer, em Criciúma.

- PUBLICIDADE -

Uma jovem de 23 anos foi condenada, nesta quinta-feira, 05/09, em Sessão do Tribunal do Júri da comarca de Criciúma, a 13 anos de reclusão por homicídio triplamente qualificado. Segundo os autos, o crime aconteceu na manhã dia 25 de dezembro de 2017, no bairro Renascer, em Criciúma. A vítima teria emprestado seu carro para a acusada em troca de drogas e, após a demora na devolução do automóvel, teria dito que iria chamar a polícia. Após a ameaça, a vítima foi agredida, amarrada e, já inconsciente, trancada no porta-malas do veículo, pela ré, juntamente com terceiros. O carro foi incendiado e o homem morreu carbonizado.

Em sessão presidida pelo juiz de direito da 1ª Vara Criminal da comarca de Criciúma, Fabiano Antunes da Silva, o Conselho de Sentença reconheceu que o crime foi praticado por motivo torpe, recurso que dificultou a defesa da vítima e com emprego de fogo. A jovem foi condenada a 13 anos e 4 meses de reclusão. O outro réu do caso responde pelo crime em processo separado.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.