Criciúma: Domingos Bugreiro será exibido em Mostra de Cinema

Produção audiovisual criciumense é um curta-metragem e possui 20 minutos de duração

- PUBLICIDADE -

Geórgia Gava/Especial
Criciúma

Resgatando os traços do século 18 em que os índios eram perseguidos e mortos pelos bugueiros, o curta-metragem criciumense “Domingos Bugueiro” conta a história de um homem contratado pelo governo e alguns donos de terras para dar fim à vida dos indígenas. O documentário será exibido hoje, a partir das 19h30min, no auditório do Serviço Social do Comércio (Sesc), em Criciúma.

- PUBLICIDADE -

De acordo com o diretor e intérprete do protagonista, Sander Hahn, o andamento do projeto se tornou possível através do edital da Fundação Catarinense de Cultura (FCC). “Em 2017, concorremos com mais de 80 projetos e fomos selecionados. Com isso, ganhamos R$ 120 mil para produção, onde contratamos técnicos, atores, alugamos câmeras e lentes”, ressalta.

A história nasceu através de uma adaptação de um conto escrito por Leandro De Bona Dias e começou a ser exibido a partir do segundo semestre de 2017. Além de conquistar o edital da FCC, o documentário foi selecionado para o Florianópolis Audiovisual Mercosul (FAM), onde foi contemplado com o prêmio de melhor som. “Essas conquistas mostram que é um projeto com conteúdo e força”, acrescenta Hahn.

O documentário será apresentando na 3ª edição Mostra Sesc de Cinema, projeto de apoio a produção audiovisual brasileira recente. A mostra procura ampliar o acesso da população a uma filmografia que expresse a diversidade da produção nacional contemporânea.
O objetivo do evento é promover a difusão de obras cinematográficas que estão fora do mercado exibidor brasileiro. “Ao proporcionar a vivência desta diversidade de temas e lugares, ratificamos a ideia de que o cinema pode ser um caminho possível para se levantar discussões. A Mostra Sesc de Cinema se apresenta como um vigoroso instrumento de fomento de obras e de diálogos entre as pessoas”, declaram os organizadores.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.