Criciúma: audiência buscará solução para acesso a bairros cortados pela Via Rápida

Além dos problemas de acesso aos bairros, muitos moradores enfrentam dificuldades para usar o transporte coletivo.

- PUBLICIDADE -

Desde a inauguração da Via Rápida, em 2017, moradores dos bairros Ana Maria, Cristo Redentor, Jardim Maristela, Moradas do Sol e Nossa Senhora da Salete enfrentam problemas no acesso as suas comunidades.

“A rodovia ‘cortou’ o trânsito entre as ruas de acesso ao Bairro Nossa Senhora da Salete e Jardim Maristela. Nossa opção é fazer uma volta de cerca de 2,5 quilômetros, e fica complicado”, foi o que relatou José Amaral, vice presidente da Associação de Moradores do Bairro Nossa Senhora da Salete.

- PUBLICIDADE -

Além dos problemas de acesso aos bairros, muitos moradores enfrentam dificuldades para usar o transporte coletivo. “Nós ficamos sem paradas de ônibus em vários pontos. Quem precisa do transporte tem que andar um trajeto longo, inclusive crianças e idosos”, lembrou Olinda Cipriano, moradora do Bairro Nossa Senhora da Salete.

O assunto será discutido em Audiência Pública realizada pelo Legislativo nesta quinta-feira (31/10). O encontro, proposto pelo vereador Paulo Ferrarezi (MDB), reunirá autoridades e as comunidades afetadas, no Centro Comunitário do Bairro Nossa Senhora da Salete, às 19h.

“Estamos nessa luta desde que o projeto da Via Rápida iniciou, e até hoje, nenhum dos pedidos surtiu efeito. Nos sentimentos isolados depois da inauguração da Via Rápída”, contou Andréia Zomer, presidente da Associação de Moradores do Bairro.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.