Caso Brenda: imagens de monitoramento em ginásio foram apagadas

“Era a câmera e que a gente depositava uma grande oportunidade para resolver o crime”, disse delegado

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Lucas Renan Domingos

Maracajá/Passo de Torres

- PUBLICIDADE -

A Polícia Civil de Araranguá segue investigando detalhes sobre a morte da adolescente Brenda Rocha Carvalho, de 14 anos. Ela foi vista pela última vez próxima ao Ginásio Municipal de Maracajá no início da noite da última sexta-feira. No sábado, seu corpo foi encontrado em uma plantação de eucalipto, em Passo de Torres. Conforme o delegado Lucas Fernandes da Rosa, da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Araranguá, responsável pelas investigações, imagens da câmera de monitoramento do ginásio que poderiam elucidar o caso foram apagadas.

“Infelizmente a câmera que filmava o local teve as imagens apagadas e somente no momento em que a gente precisava. Era a câmera e que a gente depositava uma grande oportunidade para resolver o crime. Agora vamos ter que tentar outras técnicas de investigação para ver o que aconteceu”, frisou o delegado.

Ainda no sábado, a polícia procurou um dos técnicos da empresa responsável pelo sistema de monitoramento do local. Ele negou ceder as imagens, dizendo que só faria isso nesta segunda-feira. “Por negar, ele vai responder por desobediência. Já foi feito o boletim de ocorrência”, contou Rosa. Depois do fato, a empresa designou outro funcionário para atender a polícia.

“Este segundo técnico foi o que confirmou que o trecho das imagens foi apagado. Não sei como, mas apagou. Não está sendo possível nem recuperar as imagens. Vamos tentar fazer um contato com o IGP (Instituto Geral de Perícias) para ver se conseguem recuperar”, acrescentou o delegado.

Matéria completa na edição desta segunda-feira, 16, do jornal Tribuna de Notícias

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.