Caso Brenda: assassino confessa crime brutal e alega vingança

Ele foi preso na noite de terça-feira, 17, em Torres (RS) e trazido para a CPP de Araranguá

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

Matheus Reis 

Araranguá

- PUBLICIDADE -

Após ter sido encontrado em Torres (RS), o assassino confesso de Brenda Rocha Carvalho, morta no sábado, 14, em Passo de Torres, no Extremo Sul do estado, foi trazido para a Central de Plantão Policial (CPP) de Araranguá por volta das 23h de terça-feira, 17.

De acordo com o delegado que coordena a Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Araranguá, Lucas Fernandes da Rosa, J.Q.P., de 30 anos, confessou que matou a garota por vingança à mãe da menina. Conforme Rosa, o criminoso já teve um relacionamento com a mulher e usou ele como pretexto para chegar até Brenda. “Nas imagens das câmeras que tivemos acesso e que mostram a Brenda logo após sair da manicure, o carro que J. conduzia chega perto, vai andando devagar ao lado dela até que a menina entra, sem ser forçada”, revela o delegado.

Faca utilizada pelo assassino para matar Brenda foi encontrada em Três Cachoeiras (RS)

Depois de ser capturado em um posto-médico, onde estava internado por tentar suicídio, o homem levou os policiais até a casa em que morava, em Três Cachoeiras (RS). No local foram encontradas as roupas que ele usava no dia do crime, a faca utilizada para acertar a menina com pelo menos 40 golpes, segundo apontou exame do Instituto Médico Legal (IML), e o carro que apareceram nas imagens apuradas pela Polícia Civil.

A Polícia deve tomar novos depoimentos nesta quarta-feira, 18. Além disso, ela deve realizar novas perícias, como no carro, para entender se as agressões começaram ainda no veículo.

Além da facada, Brenda perdeu dentes na agressão e teve afundamento de crânio.

Assassino esteve no velório da garota

J. foi junto da mãe de Brenda até a Polícia para registrar Boletim de Ocorrência (BO) pelo desaparecimento da garota no sábado, 14, poucas horas depois de tê-la matado brutalmente. Ele também esteve no velório, que ocorreu em Torres, no domingo, 15. Informações dão conta que ele foi, inclusive, uma das pessoas que carregou o caixão de Brenda.

Prisão preventiva convertida em temporária

Com os depoimentos colhidos desde o início das investigações, o delegado Lucas Fernandes da Rosa solicitou, ainda na manhã de terça-feira, a prisão preventiva do até então suspeito. Com a prisão e confissão, Rosa vai pedir hoje a conversão em prisão temporária, enquanto o inquérito é finalizado.

Relembre:

Foto: Divulgação

Brenda foi encontrada morta no último sábado, 14, no bairro Furacão, em Passo de Torres. O corpo da vítima estava em uma plantação de eucalipto com marcas de pelo menos 40 facadas e seminua. A adolescente havia sumido ainda na sexta-feira, próximo ao Ginásio Municipal de Maracajá, cidade onde morava, quando retornava para casa depois de ir na manicure.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.