Audiência Pública sobre pedágios será realizada em novembro

A reunião será realizada através da Comissão de Transporte e Desenvolvimento Urbano da Alesc no dia 8 de novembro, às 9 horas, na Arena Multiuso Estêner Soratto da Silva, em Tubarão.

Foto: Divulgação/Dnit
- PUBLICIDADE -

A Assembleia Legislativa aprovou a proposta do Deputado Volnei Weber para realizar uma Audiência Pública sobre a implantação de pedágios no trecho Sul da BR-101. A reunião será realizada através da Comissão de Transporte e Desenvolvimento Urbano da Alesc no dia 8 de novembro, às 9 horas, na Arena Multiuso Estêner Soratto da Silva, em Tubarão.

Weber já havia se manifestado contrário a implantação de quatro praças de pedágio no trecho sul da BR-101, entre Paulo Lopes e Passo de Torres, e inclusive já teve uma moção apelando ao presidente da República para que também se posicione contra essa proposta. “Não posso deixar que a região Sul seja prejudicada com a instalação de mais pedágios. Não sou contra parcerias público-privadas, pois sei a importância delas para o desenvolvimento da região Sul, mas não posso concordar com instalações excessivas de praças de pedágio e com valores absurdos, especialmente entre trechos de curta distância. Com o uso da tecnologia, acredito que podemos reduzir o custo de despesas operacionais e, assim, reduzir ainda mais os valores dos pedágios. A inclusão de 4 praças de pedágio é completamente descabida, e o nosso povo do Sul tem se manifestado totalmente contrário à proposição do Governo Federal”, explica o deputado.

- PUBLICIDADE -

O deputado Volnei Weber vem se reunindo com representantes de entidades da região buscando o apoio e a presença na audiência pública. “Precisamos buscar a união de todos! Só assim conseguiremos com que revertam essa proposta que só vem prejudicar região”, finaliza o parlamentar.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.