A primeira homenageada

Médica oftalmologista Cleusa Coral recebe título de Cidadã Benemérita de Siderópolis

Foto: Fernanda Zampoli/Câmara de Vereadores de Siderópolis
- PUBLICIDADE -

Lucas Renan Domingos

Criciúma

- PUBLICIDADE -

A médica oftalmologista Cleusa Coral Ghanem se tornou Cidadã Benemérita de Siderópolis. Em Sessão Solene na noite de ontem, a Câmara de Vereadores do município entregou a homenagem para a profissional, nascida na cidade em 17 de outubro de 1948. Ela foi a primeira pessoa a receber o título honorífico.

A doutora iniciou sua jornada acadêmica na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), em 1967. É formada em Medicina, especializada em Oftalmologia e em Saúde Pública. Também cursou doutorado em Ciências na área de concentração Oftalmologia. Cleusa é fundadora do Hospital de Olhos Sadalla Amin Ghanem, em Joinville, sendo a responsável pelo Departamento de Lentes de Contato.

“Agradeço aos familiares a amigos que me ajudaram a trilhar o caminho da minha profissão. Aqui nessa terra, incorporei valores que basearam a minha formação. Convivi nessa sociedade de imigrantes e seus descendentes. A medicina tem sido o melhor que aconteceu em minha vida. Fico honrada em receber esse título”, disse a homenageada.

Cleusa é referência em sua área não só em Santa Catarina, mas no Brasil e no mundo. Todo o seu trabalho realizado por ela rendeu mais de 20 títulos e honrarias, que eternizam seu legado de dedicação à Oftalmologia, superando 45 anos de atuação.

A solidariedade da Cidadã Benemérita

A médica oftalmologista é lembrada ainda pela sua solidariedade. Ao longo da carreira já realizou mais de 30 campanhas comunitárias de combate a cegueira. Mais de um milhão de pessoas foram beneficiadas com as ações por ela coordenadas. Foi por toda essa trajetória exemplar que o vereador Pedro Valcir de Souza, o Sargento Valcir, resolveu propor o título para a doutora.

“Ela contribuiu e muito para o progresso da saúde oftalmológica, elevou o nome da nossa cidade até o exterior. Sinto-me honrando e privilegiado em ser o proponente”, afirmou. Na oportunidade, ela recebeu das mãos do prefeito de Siderópolis, Hélio Cesa, o Alemão, uma medalha entregue àqueles que contribuíram com o desenvolvimento da cidade, que completou 60 anos de emancipação.

“Podemos ter todo o dinheiro e sucesso do mundo, mas não ter o carinho e o afeto de sua cidade não tem sentido. Com toda honra fazemos esta justa homenagem e temos apenas que agradecer a doutora Cleusa para que sua visão inspire nossos caminhos”, completou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.