Governo do Estado avalia possíveis impactos do ciclone em Santa Catarina

Cúpula da Defesa Civil esteve reunida na manhã deste sábado, 27, no Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

Florianópolis

Com a presença do governador Eduardo Pinho Moreira, a cúpula da Defesa Civil catarinense esteve reunida na manhã deste sábado, 27, no Centro Integrado de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cigerd) para avaliar os possíveis impactos da formação de um ciclone extratropical no oceano, ao largo do Litoral de Santa Catarina. O encontro também contou com a presença do secretário de Estado da Defesa Civil, João Batista Cordeiro Júnior, do subcomandante-geral dos Bombeiros, Vanderlei Vanderlino Vidal, e do comandante-geral da Polícia Militar, coronel Araújo Gomes.

- PUBLICIDADE -

O governador destacou que, embora a formação do ciclone esteja confirmada, não há motivo para pânico entre a população. Eventualmente, os ventos que chegarem à costa ultrapassarão os 60 km/h, em especial na Grande Florianópolis e no Litoral Sul, a partir das 14h. “O trabalho de prevenção da Defesa Civil é exemplar. Nós estamos preocupados, mas não há motivos para pânico, apenas de cuidado para não termos nenhum acidente mais grave. Há um controle absoluto da situação. Nós sabemos o que está para acontecer e nos preparamos para isso”, disse Moreira.

As equipes da Celesc também estão de prontidão para atender eventuais ocorrências que provoquem quedas de energia pontuais. Segundo o secretário João Batista Cordeiro Júnior, a Defesa Civil está monitorando a chegada do ciclone ao longo de toda a semana e a reunião serviu para planejar atendimentos à população caso eles sejam necessários. “Já emitimos um alerta de que os ventos podem começar a se intensificar a partir do meio dia. Medidas estão sendo tomadas, mas o mais importante agora é a autoproteção das pessoas. O auge do fenômeno deve ocorrer por volta das 15h, quando os ventos podem variar entre 60 km/h e 80 km/h. Acima de 60 km/h pode ocorrer a queda de árvores”, alerta o secretário.

Outra preocupação da Defesa Civil é quanto às eleições deste domingo, 28, quando serão escolhidos os futuros presidente da República e governador do Estado, em segundo turno. Conforme Moreira, a mobilização das forças do Estado têm também o objetivo de garantir uma votação tranquila para todos os catarinenses.

Boletins meteorológicos

Acompanhe diariamente os boletins meteorológicos diários e de curtíssimo prazo (uma a três horas de antecedência) nas redes sociais e páginas oficiais da Secretaria de Estado da Defesa Civil; Epagri/Ciram e Alertas via SMS.

Previsão para o domingo

Neste domingo, dia de eleição, a previsão do tempo da Epagri/Ciram, indica sol e algumas nuvens em boa parte de Santa Catarina. No Litoral Sul e na Grande Florianópolis, as nuvens variam ao longo do dia com pequena chance de chuva isolada, devido à circulação marítima (fluxo de umidade do mar para o continente). Temperatura baixa, com amanhecer frio em todas as regiões, sobretudo na Serra (mínima em torno de 5°C). Durante o dia, máxima de 20°C a 24°C. O vento será de sul a sudeste, mais intenso no Litoral com rajadas de 50 a 70 km/h, na madrugada e manhã, diminuindo no decorrer do dia.

Recomendações da Defesa Civil de Santa Catarina:

  • Ventos fortes: proteja-se em local abrigado e distante das janelas. Ao ar livre, fique longe de placas, de árvores, de postes de energia e de objetos que podem ser arremessados.
  • Mar agitado: perigo à navegação e à atividade de pesca.
  • Ressaca: proteger embarcações e apetrechos de pesca e maricultura. Atenção para edificações, infraestruturas e vias em áreas vulneráveis à erosão e inundações costeiras.
  • Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil (pelo telefone de emergência 199), Corpo de Bombeiros (193) ou Polícia Militar (190).
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Em: Florianópolis

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.