CNH digital: obrigatoriedade é adiada para julho

Mesmo com a nova data, motoristas de Santa Catarina já podem utilizar o novo formato


- PUBLICIDADE -

Matheus Reis/Especial
Criciúma

A obrigatoriedade dos Diretrans e Ciretrans emitirem a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de forma digital foi adianta para julho. O fato ocorreu porque mais da metade dos Estados brasileiros ainda não estão preparados. No entanto, os condutores de Santa Catarina já podem acessar a versão eletrônica da Carteira Nacional de Habilitação (CNH-e) em seus smartphones a partir do dia 01 de fevereiro. O serviço funciona por meio de um aplicativo gratuito. A adesão é opcional.

- PUBLICIDADE -

A CNH-e (digital) armazena todas as informações da carteira impressa, garantindo a autenticidade do documento. Para os condutores ela terá o mesmo valor jurídico de que a impressa, além de oferecer praticidade, segurança e comodidade. O documento digital só pode ser gerado para quem tem a última versão da CNH impressa, que conta com um QR Code na parte interna. O código está disponível nos documentos de habilitação emitidos a partir de 02 de maio de 2017.

Em entrevista à Rádio Eldorado ontem, o diretor do Detran de Santa Catarina, Vanderlei Rosso, explicou que mesmo que a carteira impressa seja obrigatória, o motorista pode apresentar apenas a digital. “Apresentando para o policial a carteira digital, ele acessará o aplicativo dele e verá se a sua é ou não original, sem precisar apresentar a versão em papel”, garantiu Rosso.

Como providenciar sua CNH-e

Divulgação/Detran
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.