- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

O Tricolor Carvoeiro reforça a equipe das categorias de base. Wilson Vaterkemper, o Wilsão, chega para mais uma passagem pelo processo de formação de jogadores do Criciúma. Agora, ele será o coordenador técnico das categorias de base. Um dos atletas mais vitoriosos das história do clube, ele ficou 25 anos no Criciúma. Chegou como atleta de base, ficou três anos nos Juniores, depois 10 anos no profissional. “O total da 426 jogos, aproximadamente. Depois, comecei no juvenil, por três anos, passei por juniores e profissional. Fui auxiliar do clube e até supervisor”, resumiu Wilsão.

O profissional terá trânsito por toda a formação de atletas e sabe que nem todo bom atleta de base repetirá a dose no profissional. Depende de muita coisa. Eu aprendi muito quando fiquei um ano e sete meses de auxiliar do profissional. Isso depende de personalidade, inteligência do atleta e engloba diversas situações”, destacou.

Apesar do início ruim, nas categorias de base, neste ano, o Coordenador das categorias de base, Serginho Lopes, acredita que, com a chegada de Wilsão, o cenário mudará. “A categoria Sub-15 e Sub-17 tem um campeonato longo pela frente. O Sub-20 é um time completamente novo. O planejamento já havia sido feito no final do ano passado para a Copa São Paulo. A equipe tem praticamente mais três anos de Júnior, estamos com dificuldades, mas com a chegada do Wilsão, junto com as comissões técnicas, vamos melhorar”, explicou.

Para Lopes, uma mentalidade vencedora na base gera atletas vencedores no profissional. “Fazemos um planejamento interno para que a gente possa ganhar competições de base. Se ganharmos na formação, vamos ter atletas vencedores no profissional”, finalizou.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.