- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Pelo segundo ano consecutivo, o Criciúma volta a encarar o Tubarão. Neste domingo, às 19h30min, o clássico regional será reeditado no estádio Domingos Silveira Gonzáles. Após empatar com a Chapecoense, o time do técnico Lisca precisa da vitória para encostar nos líderes do Catarinense. Entretanto, cuidadoso, o goleiro Luiz não quer dar armas para o adversário e não fala em obrigação de vencer. “No Campeonato Catarinense, não tem jogo fácil. Então, é respeitar o adversário e jogar com seriedade. Você respeita o adversário jogando e marcando muito bem. A gente tem que fazer isso: respeitar o adversário e jogar de maneira correta. A obrigação, por ser clube grande, com certeza vai aparecer, mas tem que saber a maneira que fala para não dar ‘armas’ ao adversário. Você acaba motivando o adversário”, explicou o capitão tricolor.

A rivalidade entre os clubes também foi destacada por Luiz. Ele lembra a derrota no ano passado para o rival e fala que o jogo exigirá o máximo de concentração do Criciúma para evitar os erros. “Tem a rivalidade e a questão do torcedor também. O adversário não vem bem, mas clássico é decisivo, onde você tem que concentrar o máximo possível e errar menos. Os dois times querem vencer, então, todo jogo é difícil, independente do adversário, mas esse clássico temos que olhar com carinho”, contou.

Adversário chega pressionado ao jogo

Com três derrotas, o Tubarão é o lanterna do Catarinense. O técnico Waguinho Dias está pressionado no cargo. Mesmo assim, o goleiro do Criciúma não acredita que o adversário irá se lançar ao ataque com todo ímpeto. “O futebol brasileiro é assim: você inicia um trabalho e, quando o resultado não vem, as coisas começam a mudar. O treinador lá praticamente montou a equipe, às vezes jogou-se bem, mas o resultado não aconteceu. Não creio que o adversário vá se jogar para cima, vai querer fazer um jogo mais consistente e a gente tem que aproveitar essas condições: saber jogar fora de casa, saber que o adversário está nessa situação complicada e pressionado”, contou.

Luiz ressaltou que o objetivo do Criciúma é chegar entre os primeiros. “Nós precisamos vencer. Vai ser um jogo difícil, a gente tem que estar atentos a todo momento, a equipe inteira, independente de quem vai jogar. Temos que saber que é um clássico onde precisamos errar menos e marcar mais. É um jogo que vai ser decidido nos detalhes”, declarou.

Campeonato Catarinense – 4ª Rodada – 1º Turno

28/01 (domingo) – 19h30min – estádio Domingos Silveira Gonzáles

TUBARÃO

Gabriel; Oliveira, Lucas Costa, Jaílton e Jean; Everton Dias, Alex Nemetz e Daniel Costa; Romarinho, Marcus Índio e David Batista. Técnico: Waguinho Dias

CRICIÚMA

Luiz; Christian, Ianson, Nino e Chico; Jean Mangabeira, Barreto, Caio e Alex Maranhão; Maílson e Lucas Coelho. Técnico: Lisca

Arbitragem: Leandro Messina Perrone. Auxiliares: Neuza Inês Back e Henrique Neu Ribeiro

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.