- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Fotos: Lucas Colombo

Desde que chegou a Criciúma, no dia 11 de julho, o atacante Joanderson apenas treinou. A documentação dele demorou a ficar pronta, por isso, ele não tinha condições oficiais de jogo. Além disso, o jogador foi acometido por uma caxumba, que o deixou fora de combate por uma semana. Curado e liberado pela CBF, o atleta quer aproveitar a oportunidade para ganhar espaço no cenário nacional. “É uma oportunidade muito boa. Sabemos da grandeza do Criciúma, apesar do momento que estamos vivendo. Creio que a gente tem tudo para terminar o Primeiro Turno fora da zona e, no Segundo Turno, brigar por coisas grandes”, explicou.

Canhoto e considerado um centroavante mais móvel, que preza pela velocidade e pelo chute forte, Joanderson já poderá estrear contra o Sampaio Corrêa, em São Luis. Ele não traça uma meta de gols para o restante do ano. Ele atuou nove vezes, em 2018, e ainda não balançou as redes. “Vou procurar fazer o máximo de gols possíveis para ajudar o Criciúma a sair dessa situação”, comentou.

Elogios aos colegas. Trabalho para ajeitar a cabeleira

Vinculado ao São Paulo e emprestado até o final do ano, Joanderson elogia o grupo de jogadores e acredita em bom desempenho no jogo de sábado. Os antigos conhecidos são Kalil Ele ressalta que o objetivo é encerrar o Turno fora da zona de rebaixamento. “O grupo é bom, unido, todos estão trabalhando da melhor maneira possível e creio que a gente tem condição total de fazer um grande jogo em São Luís, sair com a vitória e terminar o Primeiro Turno fora da Zona”, pontuou.

Com uma vasta cabeleira, o atleta garante que não tem problema para cabecear as bolas, devido ao estilo, mas confessa que dá trabalho para manter o cabelo sempre vistoso. “Não atrapalha, mas da um pouquinho de trabalho para arrumar”, finalizou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.