- PUBLICIDADE -

Batumi/Geórgia

Atleta mais jovem do Brasil na 43a Olimpíada Mundial de Xadrez, a içarense Kathiê Goulart Librelato encerrou nesta sexta-feira, 5, a participação dela na competição mundial. Com uma campanha de seis vitórias, um empate e três derrotas, a enxadrista da equipe da Associação Sul Catarinense de Xadrez (ACX) Içara / Fundação Municipal de Cultura e Esportes (FMCE) Içara / Unesc foi a melhor atleta da seleção brasileira. A boa campanha garantiu à Kathiê mais seis pontos de Rating junto a Federação Internacional de Xadrez (Fide). Na classificação geral, o Brasil encerrou a Olimpíada com a 57a colocação dentre 151 seleções.

- PUBLICIDADE -

Disputada em Batumi, na Geórgia, a competição, que é o principal evento esportivo por equipe da modalidade, contou com a participação de 1.680 atletas, com 151 países representados no evento. Foram duas semanas de intensas disputas. Kathiê superou atletas de Macedônia,Irlanda,México,Indonésia, Letônia e Cuba, empatou com uma competidora da Estônia e perdeu para jogadores de Taipei, Geórgia e Espanha.  “Poder participar de um evento desta magnitude, com tantos países representados, e competindo lado a lado com as melhores enxadristas do mundo, é um orgulho muito grande. Sem dúvida é uma honra poder representar o meu país e minha cidade. Esperava ter ido um pouco melhor e ter trazido uma medalha para casa, mas o aprendizado foi incrível. Agora é seguir os treinamentos e a luta por apoio para continuar evoluindo na modalidade”, destaca Kathiê.

Para o treinador, Claudionor Pirola, a atleta não fez feio na competição. “A Kathiê mostrou muita força na competição. Ela não teve um início muito bom, mas se recuperou e foi a principal destaque da seleção brasileira feminina. A projeção que fazemos é que nos próximos anos, ela figurará como uma das melhores atletas adultas do Brasil e será forte candidata a ser a primeira WGM da história em nosso país”, destaca.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.