Desconto do diesel nas bombas é discutido em reunião

Procon de Criciúma, Sindipetro/SC e representantes de postos de combustíveis avaliam a aplicação do desconto de R$ 0,46 nas bombas, já que isso não vem sendo feito pelos estabelecimentos do município

Foto: Divulgação/Ana de Mattia/Decom

- PUBLICIDADE -

Criciúma

A redução no preço do diesel e o valor da gasolina praticado nas bombas pautaram uma reunião realizada nesta segunda-feira, 4, no Paço Municipal Marcos Rovaris, em Criciúma. O encontro, organizado pelo Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) do município, teve como objetivo discutir a aplicação do desconto de R$ 0,46 no litro do diesel, já que essa diminuição do valor não está chegando aos estabelecimentos da cidade e, consequentemente, não é repassada aos consumidores.

- PUBLICIDADE -

A reunião contou com a presença de membros do Procon e da Prefeitura de Criciúma e de representantes do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo de Santa Catarina (Sindipetro/SC) e de postos de combustíveis da cidade. “O Procon pesquisou o preço do diesel nas bombas e foi impossível chegar a R$ 0,46. O teto encontrado foi R$ 0,41, porque há uma diferença de desconto. Desde quando o combustível passa na refinaria até o consumidor, há trâmites, impostos e ICMS, que fazem com que o desconto varie apenas entre R$ 0,20 e R$ 0,41”, explica o coordenador do Procon municipal, Gustavo Colle.

De acordo com ele, o Procon de Criciúma emitirá, nesta terça-feira, 5, uma nota técnica para regulamentar o desconto nos postos de combustíveis. Esses estabelecimentos precisarão fixar as notas fiscais do diesel comprado antes e depois da greve, para que os consumidores tenham ciência da diferença de preço na qual ele foi adquirido. Caso alguém tenha alguma dúvida ou questionamento sobre o valor que está sendo praticado em determinado local, a orientação é que entre em contato com o Procon, no telefone (48) 3445-8522 ou diretamente na sede da entidade.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Suelen Bongiolo
Em: Criciúma

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.