População marca presença na audiência pública em Arroio do Silva

A luta para a ampliação da rede é uma reivindicação antiga da comunidade

Foto: Divulgação/DN
- PUBLICIDADE -

Balneário Arroio do Silva

A audiência pública realizada na noite desta quarta-feira, 5, contou com a grande participação da comunidade. Os moradores lotaram o salão paroquial da Praia da Caçamba para ter informações, questionar e ouvir esclarecimentos a respeito da minuta do 4º Termo Aditivo ao Contrato de Concessão do Sistema de Captação, Tratamento e Distribuição de Água, que trata sobre a ampliação do sistema de abastecimento de água no lado sul do município – compreendendo os loteamentos Santa Helena, Acquabela, Guairacá e Village Morro dos Conventos e as praias denominadas de Praia do Pescador, Praia da Caçamba e Praia do Melão.

- PUBLICIDADE -

A luta para a ampliação da rede é uma reivindicação antiga da comunidade, já que o contrato vigente com a Concessionária E.J.W só previa investimentos até a Praia do Golfinhos, o que já foi realizada pela mesma. O custo para implantar a rede de água no lado sul, beneficiando 1.370 imóveis, está estimado em R$ 3.411.602,00. Por isso, com base nos estudos da Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc), a Concessionária considera viável, do ponto de vista econômico e para manutenção do equilíbrio do contrato, a celebração de termo aditivo por mais 20 anos para que o investimento necessário seja amortizado ao longo do período.

Durante a audiência, a equipe Aresc apresentou o estudo realizado. Na sequência o diretor da E.J.W, André Pietsch Serafin, fez uma apresentação dos serviços prestados pela concessionária de água.

A população manifestou o grande anseio de ter acesso a água. O morador José Luiz Biazibetti, em apelo e reforçando o pedido da comunidade do lado sul, fez uma demonstração a respeito da qualidade da água, que atualmente o único acesso é através de ponteira. “Não dou conta de limpar o chuveiro. Eu não tenho condições de a cada três meses, quando minha ponteira fica ruim, contratar alguém para fazer uma ponteira nova. Da minha parte e da comunidade aqui, consideramos desumano a qualidade da água que temos acesso e acreditamos que agora teremos uma solução. Teremos água potável, se Deus quiser”, frisou.

Envolvimento político

Os vereadores também se manifestaram, se posicionaram e questionaram. A audiência pública teve pouco mais de duas horas de duração. Da Aresc estiveram presentes: o presidente da agência de regulação, Reno Luiz Caramori, o gerente de regulação da Aresc, o engenheiro Silvio Rosa, o analista de regulação, engenheiro Marnio Sebastião Graciosa, e a analista de regulação Cintia Pimentel. “Nosso partido hoje é água, a nossa preocupação é água. Nós voltaremos aqui sempre que for preciso, porque nós precisamos fazer com que a água chegue na casa de todos”, frisou Caramori.

Os trabalhos da audiência pública foram coordenados e conduzidos pelo secretário de planejamento urbano Anderson da Silveira. “A audiência teve grande participação e ficamos satisfeitos com o resultado. Agora a gente vai reunir a equipe técnica da prefeitura e vai tomar a decisão junto com o prefeito e sempre com o auxilio da Aresc que é nossa parceira no processo. Logo a gente virá com a notícia a respeito da assinatura do termo aditivo e o prazo da execução da obra. Pretendemos tomar essa decisão o mais breve possível”, esclareceu o secretário.

Os moradores também ficaram satisfeitos com a reunião. “Ficamos felizes por ouvirem nosso clamor. Esperamos que a prefeitura e a concessionária resolvam nossa situação e que a água chegue até nossas casas. A gente agradece a oportunidade do debate”, ressaltou o morador Francisco Ismael Cardozo.

Todos os participantes inscritos tiveram direito de fazer o uso da palavra e se manifestar. Ter acesso a água é o principal pedido da comunidade. “A audiência pública veio para esclarecer alguns pontos e dar ainda mais transparência ao processo. A comunidade do lado sul clama pela extensão da rede e água é primordial em nossas vidas. No que depender da Administração Municipal, a água chegará nestas comunidades”, enfatizou o prefeito Juscelino da Silva Guimarães.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.