Câmara de Forquilhinha devolve R$ 750 mil ao Executivo

Esta é considerada a maior devolução dos últimos anos no município

- PUBLICIDADE -

 

A Câmara de Vereadores de Forquilhinha fez nesta semana a maior devolução de recursos à Administração Municipal dos últimos anos, um total de R$ 750 mil. No ano passado, o legislativo devolveu pouco mais de R$ 442 mil, em 2015 foram R$ 386 mil, em 2014, R$ 615 mil e em 2013 a Câmara devolveu R$ 493 mil.

- PUBLICIDADE -

Durante este ano, em abril, o legislativo já havia feito a devolução de R$ 110 mil destinados a área da saúde, para zerar a fila de espera por consultas e exames, pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Outros R$ 20 mil serão investidos na ampliação do número de Câmeras de vídeo monitoramento da cidade, um projeto que ainda está em andamento. Também neste ano, o legislativo fez algumas obras em sua sede, como melhorias e adequação no plenário, ajardinamento, calçadas e melhorias no entorno. Além das obras no paço municipal que ligaram a prefeitura a câmara, ampliando o estacionamento e trazendo comodidade ao cidadão que procura as duas instituições.  Segundo o presidente, Maciel da Soler (PMDB), esse é o papel do gestor, fazer mais com menos, valorizando cada centavo que veio para a Câmara em 2017.

A Câmara também investiu em uma audiência pública sobre segurança, tema de grande relevância para a cidade, e também nas homenagens a duas grandes instituições que são a APAE e ASSOCIAÇÃO DA TERCEIRA IDADE, além claro de alguns investimentos necessários dentro e no entorno da casa legislativa. “Creio que conseguimos alcançar o objetivo que é estar colaborando com o executivo em suas ações em prol do município e ao mesmo estar próximo da população defendendo os interesses coletivos e atendendo os pleitos das comunidades”, reforça Da Soler.

O legislativo de Forquilhinha investiu ainda em educação, por meio do Programa Cidadania. Cerca de duas mil crianças, de primeiro ao quinto ano, de escolas municipais, estaduais e particular, participaram do Primeiro Concurso de Desenho e Redação. Nove escolas receberam baús didáticos para incentivar a hábito da leitura. Já os alunos foram estimulados, através de um teatro, a pensar no futuro da cidade onde moram. “Um dos objetivos desse projeto foi contribuir na formação de cidadãos cada vez melhores, mostrar que exercer a cidadania é ter a consciência de que temos direitos, mas também temos deveres, foi levar conhecimento e ver que através dele as pessoas mudam o seu comportamento, criando conceitos voltados para a prática do bem comum, chegando a fazer em cada um a verdadeira transformação social ”, finalizou o presidente.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar
Por: Marciano Bortolin
Em: Forquilhinha

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.