Famílias vivem encontros emocionantes antes do ano novo

Rodoviárias e aeroportos são palco da festa de desejados reencontros

- PUBLICIDADE -

Rio de Janeiro

Para milhares de brasileiros, o Ano Novo vai começar com reencontros emocionantes para matar a saudade de quem vive longe. Avô e avó estampam a camiseta de homenagem preparada especialmente para a viagem de reencontro.

- PUBLICIDADE -

O motivo da partida do Emerson é uma saudade daquelas que todo mundo que tem um pedaço do coração na distância conhece. “Eu lembro daquele barulho que o ônibus quando dava partida fazia. Até hoje, quando eu entro em algum ônibus de viagem, quando tem esse som, eu me lembro da infância, que era a gente saindo de São Paulo para passar férias de fim de ano no Paraguai”, o consultor de carreiras Emerson Weslei Dias.

Seu Chico e dona Sergina, nos anos 70 foram tentar a sorte plantando soja em San Alberto, quase na fronteira do Paraguai com o Brasil. Lá o réveillon tinha gosto de roça, de mato.“O jambo era uma coisa assim para mim que só existia lá”, disse Emerson.

Tinha o afeto de uma família de 12 filhos e muitos primos.“O tempo todo correndo pra lá e pra cá, bagunçando, se sujando de lama, tomando banho de chuva, comendo fruta, se escondendo no pomar, enfim, aprontando mil e uma peripécias”, lembra ele.

A vida esparramou as crianças que brincavam juntas. “Tem gente no sul do Pará, tem gente no norte do Paraná, no centro do Paraná, tem gente em São Paulo, tem gente em Minas, teve até alguns que foram para fora do Brasil”, contou.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.