- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Logo após a vitória do Tricolor Carvoeiro, diante do Santa Cruz, em Recife, quando a equipe terminou o jogo com quatro meio-campistas e mais consistente em campo, muito se falou na alteração do esquema tático da equipe para o 4-4-2. O técnico Luiz Carlos Winck, à época, se mostrava resistente à mudança. Porém, o time teve dez dias para trabalhar e o treinador, na última quinta-feira, ainda antes da partida diante do Oeste, já deixou alguma margem para que a alteração acontecesse, principalmente em jogos fora de casa.

Assim, após o empate em 1 a 1 com os paulistas, na sexta-feira, o Tigre joga hoje, às 21h30min, diante do América-MG, em Belo Horizonte, e com novo sistema. Tão solicitado por imprensa e torcida, o 4-4-2 será adotado. João Henrique e Douglas Dodi serão os responsáveis pela armação do Tigre. Alex Maranhão e Caio Rangel deixam o time. Entretanto, o técnico Luiz Carlos Winck, em entrevista coletiva, ontem pela manhã, não comentou diretamente a mudança. “Quanto a isso, eu não vou falar. Questão de esquema, é problema meu e já vou deixar bem claro isso. O que eu achar que devo mudar, de um jogo para outro, eu vou mudar, e não é em cima do que as pessoas falam, porque se nós tínhamos zero, nós temos 30 (pontos). Então, será que o esquema estava tão errado assim e agora, de uma hora para outra, mudou tudo? Não! Então, é um jogo, uma situação. Agora, será avaliado jogo a jogo. Se a gente tiver a necessidade de trocar A por B, nós vamos fazer isso”, resumiu.

Mais adiante na conversa com a imprensa, porém, ele explicou o que pensa com os quatro jogadores no meio-campo. “Nós temos mais a volta do Douglas, que é um jogador que projeta bem, o Ricardinho é bem participativo e com o Jonatan, a gente aumenta a competitividade no meio, na marcação, neste jogo fora de casa. Então, a ideia é essa na formatação do setor do meio campo para marcar forte e jogar quando tiver a bola”, explicou. Jonatan Lima substitui Barreto, de má atuação diante do Oeste, também por opção do técnico.

Alteração também na lateral

Além das mexidas no meio, Winck promove a volta de Diogo Mateus, na lateral direita, em substituição a Maicon Silva. “A questão da lateral: volta novamente o Diogo e vamos ver o rendimento dele. Havia tido uma queda, nos últimos jogos, teve um descanso, trabalhou e agora vamos ver a recuperação dele neste jogo”, contou.

O treinador do Criciúma também deixou claro que não gostou do desempenho de Maicon diante do Oeste. “Nós tínhamos o corredor do lado direito aberto e usamos pouco. Nós temos que ter um pouco mais de equilíbrio, uma circulação de bola mais rápida”, disse.

Além desta questão, o comandante do Tigre acredita que o Tigre tem chutado pouco no gol adversário, principalmente diante do time treinado por Roberto Cavalo. “Finalizou pouco, sim, nós temos que ser realistas. Nós temos que criar mais. O jogo contra o Oeste era complicado e nós sabíamos disto, mas, mesmo assim, nós tínhamos que ter buscado um pouco mais”, ressaltou.

Campeonato Brasileiro – Série B – 22ª Rodada

22/08 (terça-feira) – 21h30min – estádio Independência, em Belo Horizonte

AMÉRICA-MG

João Ricardo; Ceará, Lima, Rafael Lima e Pará; Juninho, Ernandes, Renan Oliveira e Matheusinho; Luan e Hugo Almeida. Técnico: Enderson Moreira

CRICIÚMA

Luiz; Diogo Mateus, Nino, Edson Borges e Diego Giaretta; Jonatan Lima, Ricardinho, Douglas Dodi e João Henrique; Silvinho e Lucão. Técnico: Luiz Carlos Winck

Arbitragem: Marcelo De Lima Henrique. Auxiliares: Dibert Pedrosa Moisés e Wendel de Paiva Gouveia (Trio do RJ)

Atletas relacionados

Goleiros: Luiz e Edson

Lateral: Diogo Mateus

Zagueiros: Nino, Edson Borges, Diego Giaretta e Ianson

Volantes: Jonatan Lima, Ricardinho e Barreto

Meias: Douglas Dodi, João Henrique, Alex Maranhão e Caíque Valdívia

Atacantes: Silvinho, Lucão, Caio Rangel e Kalil

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.