- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

O criciumense Marco Aurélio Tocha traça os objetivos para a temporada de 2017: conquistar os títulos Pan-Americano e Mundial de Bicicross (BMX). Essas duas conquistas estão pendentes na carreira do piloto. O atleta está em uma nova categoria: de 40 a 44 anos. Até 2016, ele correu na divisão para atletas de 35 a 39 anos. “Sou o mais novo da categoria. A chance de ganhar é maior, sei que tem muitos caras de 40 anos andando muito, mas tem o lado psicológico onde eu vou pensar: ‘sou o mais novo’”, enfatizou.

Tocha já foi duas vezes vice-campeão Pan-Americano: em 2007 e 2008 e terceiro em 2002 e 2014. A busca do título inédito será na Argentina, entre os dias 2 e 4 de junho, na cidade de Santiago Del Estero. “Fiquei feliz que a prova mudou para a Argentina. Seria na Bolívia, mas alterou para lá. Justamente nessa pista onde eu corri a Copa do Mundo, em 2014, e fiquei em terceiro. Já conheço a pista, tenho um resultado bom e sei como é o traçado, o que tenho que treinar e como é a corrida”, explicou Tocha.

Em 2007, em La Rioja, também na Argentina, o piloto conquistou um dos vice-campeonatos. Uma década depois, ele busca o título. “Eu estou bem empolgado porque há 10 anos eu fui para a Argentina disputar o Pan-Americano. Naquela ocasião, eu tava buscando um resultado bom e cheguei em segundo. Havia sido meu melhor resultado até aquele momento. Agora, 10 anos depois, estou voltando para a Argentina para buscar o título que eu não tenho”, contou.

Disputa em novembro nos Estados Unidos

No segundo semestre, Tocha disputará o Mundial do esporte. “Todos os anos eu penso na participação no Mundial. Ano passado fui para a Colômbia, neste ano vou para os Estados Unidos. Estou focado em buscar os dois títulos que eu não tenho na carreira”, contou.

O campeonato mundial será em novembro, na cidade de Tulsa, no estado de Oklahoma – Estados Unidos. “Vou tentar beliscar o troféu”, ressalta.

Dois estaduais em competição

Além do Catarinense, Tocha vai disputar o Campeonato Paranaense de Bicicross. Em 2016, o piloto disputou o Campeonato Gaúcho e esse ano se aventura mais ao norte. “Consegui conciliar as datas dos estaduais e o pessoal lá é bem gente boa, nós estamos bem entrosados e os dois estados são parceiros no esporte. Caso tenha conflito de datas, dá para alterar”, finalizou. Tocha já ganhou a primeira etapa do paranaense, em Londrina, e está liderando o ranking.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.