- PUBLICIDADE -

Passo Fundo/RS

A equipe Baja Satc esteve nesse fim de semana na cidade de Passo Fundo, no Rio Grande Sul, participando da 15ª Competição Baja SAE Brasil etapa regional. Quatro equipes de Santa Catarina disputaram e a Satc se destacou garantindo o primeiro lugar na categoria enduro pelo segundo ano consecutivo.

- PUBLICIDADE -

A construção do veículo off-road, usado no dia da competição, levou um ano para ficar pronto e contou com auxílio de 17 acadêmicos do curso de Engenharia Mecânica e professores para a elaboração. Entre o grupo composto, na maioria por homens, duas apaixonadas por adrenalina estão na equipe, como Bruna Pacheco Peruch que entrou no Baja no ano passado. “A sensação é de dever cumprido. Conseguimos superar os objetivos e trazer mais um título novamente para a instituição”, comemorou a capitã Bruna.

O professor e coordenador-adjunto da Engenharia Mecânica da Faculdade Satc, Luiz Carlos de Cesaro Cavaler, ressaltou o diferencial do veículo em ralação a outras edições. “Neste ano elaboramos um carro mais resistente e reconhecemos o trabalho do nosso piloto Guilherme Rosso, que foi muito competente na competição”.

A Satc começou a competir em 2010 e neste ano chega a sua oitava participação junto a outras universidades do país. Ao todo, 22 veículos disputaram as categorias. O Baja Satc foi acompanhado pelos professores Adelor Felipe da Costa e Fábio Peruch.

Equipe:

Direção e Suspensão: Marcos Paulo Souza da Rosa e Thiago Milak Furmanski

Design: Guilherme Ross Ribeiro

Power Train: Luís Felipe Joaquim Rosetti e Gustavo Tcatch

Freio: Vitor Barboza Brunelli e Daniel Farias de Souza

Estruturas: Hugo Tison e Lais Marcos Lopes

Eletroeletrônica: João Felipe de Souza Patrício.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.