- PUBLICIDADE -

Quito/Equador

Foi sofrido, como nas letras dos melhores tangos, entretanto a Argentina está na Copa do Mundo de 2018. Quando a seleção mais precisou, Messi entrou em ação e brilhou marcando os três gols diante do Equador, na noite desta terça-feira, em Quito. Mas não foi fácil. Com menos de um minuto de partida, mais precisamente aos 40 segundos, a missão dos argentinos se complicou ainda mais: em uma falha de Mascherano e Otamendi, Romário Ibarra marcou 1 a 0 para os equatorianos.

- PUBLICIDADE -

Precisando da vitória para ir ao Mundial sem a necessidade de repescagem, a Argentina precisava do talento do craque do Barcelona e ele começou a aparecer aos 11 minutos. Messi tabela com Di María na esquerda, recebe do meia-atacante do PSG no meio da área e dá um leve toque com a parte de fora do pé, por baixo de Banguera: tudo igual, 1 a 1. E não parou por aí. Oito minutos depois, o camisa 10 roubou a bola de Aimar – que vacilou na entrada da área – ficou cara a cara com Banguera e soltou a bomba com a perna esquerda para virar o jogo: Argentina 2 a 1. Poucas vezes se viu Messi vibrar tanto com a camisa da Argentina como neste gol.

Na etapa final, o Equador voltou em alta velocidade, apertando a marcação e forçando o erro dos argentinos, que não conseguiam jogar. Porém, era o dia de Messi. Aos 16 minutos, ele dominou a bola na intermediária, levou para a esquerda, percebeu Banguera adiantado e deu um leve toque por cima para decretar 3 a 1 e carimbar o passaporte dos argentinos para a Rússia.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.